Celebridades estampam nova campanha de Violência contra Mulher

O artista italiano Alexsandro Palombom criou um trabalho um tanto quanto inusitado para chamar a atenção para o problema da violência doméstica contra as mulheres, que muitas vezes acaba impunes por falta de denúncias no Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher.

Celebridades estampam nova campanha de Violência contra Mulher
Atriz Angelina Jolie e a cantora Miley Cyrus estampam a campanha criada pelo artista italiano

Para mostrar que qualquer mulher está sujeita ao problema e incentivar vítimas a não ficarem caladas, o artista acrescentou roxos e marcas de violência sobre imagens de famosas como Angelina Jolie, Miley Cyrus, Kristen Stewart, Madonna entres outras (que cederam suas imagens para a campanha) para campanha lançada nesta semana.

O trabalho que leva o slogan “A vida pode ser um conto de fadas se você quebrar o silêncio. Nenhuma mulher está imune à violência doméstica“, acompanhado pela hashtag em inglês #STOPVIOLENCEAGAINSWOMEN”.

Celebridades estampam nova campanha de Violência contra Mulher
Madonna e a atriz Kristen Stewart, também participaram da campanha contra violência doméstica

As celebridades escolhidas são perfeitas para interpretar esse papel (mostrando que ninguém está imune à violência) e para espalhar essa mensagem pela arte“, observou Palombo. “O silêncio mata mais do que doenças ou acidentes. Para derrotar a violência doméstica, é preciso educar as pessoas com respeito e igualdade e conscientizá-las sobre o problema. Cada um de nós pode fazer algo para conscientizar as pessoas e mudar esse cenário.”

Essa não é a primeira vez o artista manipula imagens de personagens conhecidos para chamar a atenção sobre assuntos polêmicos. Ele abordou o preconceito contra pessoas com deficiência e o apoio a mulheres que enfrentaram o câncer de mama usando princesas da Disney, e colocou os Simpsons no famigerado campo de concentração de Auschwitz para marcar os 70 anos de sua liberação e relembrar os horrores do holocausto.