Programa do Jô chega ao fim na Globo; emissora estuda substituto

Após 15 anos, Programa do Jô chega ao final na Globo
Apresentador, escritor e humorista Jô trabalha na Tv desde os anos 50

O momento econômico ruim que o país atravessa também chegou a Rede Globo. Após demitir banda do programa Altas Horas, encerrar o Amor & Sexo, agora chegou a vez do Programa do Jô (Jô Soares) que terá 2016 como seu o último ano. O futuro do apresentador e humorista de 78 anos ainda não foi discutido.

Marcelo Adnet chegou a ser cogitado em 2015 como um possível nome para substituir Jô, mas em um formato diferente ao apresentado atualmente e com uma banda, sofá, mas receberá apenas um convidado por edição. Um programa piloto chegou a ser gravado com o ator Mateus Solano.

O Programa do Jô vinha sofrendo derrotas no ibope desde 2014 para o programa de Danilo Gentili o “The Noite” no SBT que aumentou a audiência da emissora no horário com uma forma diferente e inusitada com suas entrevistas de famosos e anônimos e que agora fica sozinho no modelo de programa.

Jô Soares na televisão
Apresentador e humoristas, Jô esta na Tv desde o final dos anos 1950. No começo da década de 1960, trabalhou como produtor do primeiro talk show brasileiro, comandado por Silveira Sampaio. Em 1970, após o sucesso no humorístico Família Trapo, na Record, foi contratado pela Globo. Durante cinco meses, em 1973, apresentou seu primeiro talk show, o Globo Gente. O projeto não vingou, mas Jô não abandonou o sonho. Em 1987, após comandar programas de humor bem-sucedidos na Globo, foi contratado pelo SBT, onde, a partir de 1988, tocou o Jô Soares Onze e Meia.

Seu retorno a Globo aconteceu no ano de 2000 com uma entrevista exclusiva com Roberto Marinho, presidente das Organizações Globo e que faleceu em agosto 2003 aos 98 anos.

Jô Soares deu uma declaração sobre o fim do programa que estreia a nova temporada no dia 28 de março: “Farei a última temporada com muito carinho”