DIG de Piracicaba prende assassino de prefeito de Elias Fausto

DIG de Piracicaba prende assassino de prefeito de Elias Fausto
Homem teria recebido R$ 20 mil para matar prefeito com seis tiros

Investigadores da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Piracicaba prenderam o homem acusado de ser o assassino do prefeito de Elias Fausto, Laércio Betarelli (PSDB), de 58 anos no dia 2 de outubro. Thiago Gomes Calado, de 24 anos, foi preso na quarta-feira (18-nov) na cidade de Indaiatuba, o homem preso recebeu R$ 20 mil do empresário Sérgio Vicente Picão, de 42 anos, mandante do crime.

Segundo o delegado Fernando Marcos Dultra, além do dinheiro, o mandante forneceu o carro e a arma utilizados no crime. Thiago, que também é suspeito de participar de um roubo na casa de familiares do prefeito de Indaiatuba, Reinaldo Nogueira (PDT), ficará preso temporariamente por 30 dias. O criminoso também será investigado pelo roubo envolvendo os familiares do prefeito de Indaiatuba.

De acordo com a polícia, Picão, o mandante do crime, teria levado o assassinado no dia do 2 de outubro até o prédio da prefeitura para que ele identificasse o carro do prefeito. O assassino então seguiu o prefeito até a obra localizada na Rua Amadeu Patelli, no bairro Balneário Carima. Thiago desceu do seu carro e se aproximou do prefeito, perguntando se Betarelli era o prefeito de Elias Fausto. Ao ter a confirmação, disparou os tiros. O tucano foi assassinado com seis tiros de um revólver calibre 38. O prefeito foi atingido no tórax, pescoço e rosto.

Em seguida, o assassino fugiu e se encontrou com Picão para devolver o carro utilizado no crime. Apesar de Picão ser presidente do PTB, a polícia descartou crime político. O assassinato teria ocorrido devido ao fato de Picão trabalhar com loteamentos clandestinos na cidade embargados por Betarelli. O empresário nega ser o mandante do assassinato do prefeito.