França se prepara para a possibilidade de novos ataques

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse nesta segunda-feira (16) que a França precisa estar preparada para uma nova onda de atentados terroristas e que os ataques de sexta-feira ((13) em Paris foram planejados na Síria. Valls destacou que Paris ou outra cidade francesa poderá voltar a ser alvo de ataque nos próximos dias ou nas próximas semanas. “Vamos viver muito tempo com essa ameaça, temos de estar preparados”, disse o primeiro-ministro

França se prepara para a possibilidade de novos ataques
Primeiro-ministro francês, Manuel Valls

De acordo com o ministro, a ameaça se estende a outros países europeus. “Sabemos que há operações que estão sendo preparadas, não apenas contra a França, mas contra outros países europeus”. Ainda segundo Valls, os atentados de Paris, em que pelo menos 129 pessoas morreram, foram “organizados, pensados, planejados a partir da Síria“.

Bombardeios aéreos franceses destruíram “dois alvos operacionais” do grupo terrorista Estado Islâmico na cidade síria de Raqa e que uma dezena de aviões de combate da França asseguraram a operação. Questionado sobre as razões por que não houve antes uma atuação dessa dimensão, ele respondeu que a França integra uma coligação contra o Estado islâmico e que “o epicentro” da ameaça “não está apenas na Síria”, mas também no Iraque.

Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Defesa francês, os bombardeios em Raqa tiveram como principal objetivo “um posto de comando” do Estado Islâmico, que também servia como centro de recrutamento do grupo terrorista.