Jogo Brasil x Argentina pelas eliminatórias da Copa do Mundo pode ter surpresas

selecao-brasileira-jogo-brasil-e-argentina-neymar-messi
Seleção brasileira, apesar do jogo cancelado, treina no vestiário Rafael Ribeiro / CBF

A história de Brasil e Argentina em Eliminatórias para Copas do Mundo, o maior clássico das Américas e um dos maiores do mundo completou 100 anos em 2014.  A partida que seria na quinta-feira (12-nov) entre as duas grandes seleções,  foi cancelada e transferida para esta sexta-feira 13-nov  às 22h (horário de Brasília), no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. O motivo foi a forte chuva que deixou várias poças no estádio.

As seleções resolveram treinar no Estádio Monumental de Nuñez nesta quinta-feira (12). Os donos da casa usaram o ginásio do local para fazer trabalho físico, enquanto que os brasileiros ficaram nos vestiários. Depois do término dos trabalhos dos argentinos, foi a vez dos brasileiros irem para a quadra.

Neymar, Renato Augusto, Elias, Daniel Alves e os três goleiros foram para o hotel fazer trabalhos específicos.

“Estamos refazendo toda a logística, toda a preparação física e fisiológica com os jogadores. Alguns foram para o hotel fazer trabalho específico, mas é importante os que ficaram aqui, mesmo com espaço reduzido, fazer alguma movimentação”, disse o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi. O Brasil viajaria nesta sexta-feira para Salvador, onde encara o Peru, na terça-feira. Com a mudança, o time viaja apenas no sábado para a capital baiana.

O Jogo contra a Argentina

Brasil enfrenta Argentina em confronto válido pelas Eliminatórias para Copas do Mundo

Neymar, atacante do Barcelona e principal ‘esperança’ da Seleção Brasileira faz sua estreia em Eliminatórias logo contra o maior rival do Brasil e sua responsabilidade é ainda maior por não ter do outro lado Messi que está machucado.

A partida marca o retorno de Neymar à Seleção em um jogo oficial após cumprir suspensão por expulsão em parida contra a Colômbia, na Copa América deste ano. Junto com essa volta, Neymar (quinto maior artilheiro da história do Brasil) carrega a responsabilidade de ser o jogador capaz  de reconduzir a equipe ao topo após os últimos fracassos, incluindo a humilhante derrota na semifinal da Copa do Mundo para a Alemanha e a eliminação para o Paraguai no torneio continental.

Porém, o técnico Dunga não gosta dessa responsabilidade ao craque e o time escalado para a partida pode ter surpresas na parte tática. O jogo contra a Argentina  tem a missão de recuperar a confiança do torcedor . Com 100% de aproveitamento até o momento, o Chile joga contra a Colômbia, às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Nacional.

Dunga também já sabe quem entra em campo, mas vai anunciar a escalação pouco antes do jogo. “O time está na minha cabeça definido”, disse Dunga. Depois do clássico, o Brasil enfrentará a seleção do Peru, na próxima terça-feira (17-nov), às 22h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

 

Leia também > Seleção Brasileira: Novidades na convocação de Dunga e a volta de Neymar