Governo de SP reduz impostos e medicamentos genéricos ficam mais baratos

prateleira-medicamentos-genericos
Entre os genéricos mais usados, medicamento para tratar hipertensão, terá redução maior

O governo do estado de São Paulo baixa a partir desta quinta-feira (25-fev) a tributação (de 18% para 12%) sobre medicamentos genéricos e com isso redução média pode chegar em até 7% mais baratos em todo o Estado

A Lei foi sancionada pelo governador Geraldo Alckmin em novembro de 2015 através do Projeto de Lei 1404/2015, que reduz o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do medicamento genérico e reajusta a alíquota sobre o cigarro (de 18% para 20%) e a cerveja (de 25% para 30%), a partir desta quinta-feira.

Levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos, a PróGenéricos, indica que a categoria possui 26,4% de participação de mercado no estado em unidades e movimenta aproximadamente R$1,6 bilhões em vendas.

Entre os genéricos mais usados, como a losartana, indicada para tratar hipertensão, a redução será maior que a média. Ela passará dos atuais R$ 10,94 para R$ 9,60 uma redução de (9%).

 
Relação de genéricos mais vendidos e suas reduções:

– Atenolol 50mg cx.30 – de R$ 14,17 para R$ 13,20
– Dipirona Sódica 500mg/gts 20 ml – de R$ 4,88 para R$ 4,51
– Enalapril 10mg cx.30 – de R$ 17,72 para R$ 16,51
– Hidropclorotiazida 25mg cx.30 – de R$ 2,58 para R$ 2,40
– Losartana 50mg cx. 30 – de R$ 10,94 para R$ 9,60
– Metformina 500 mg cx.30 – de R$ 4,19 para R$ 3,90
– Nimesulida 100mg cx. 12 – de R$ 18,68 para R$ 17,41
– Paracetamol 750 mg cx.20 – de R$ 8,58 para R$ 7,93
– Sildenafila 50mg cx. 2 – de R$ 12,57 para R$ 11,61
– Simeticona 75 mg gts 15ml – de R$ 11,11 para R$ 10,27