Equipes de Fórmula 1 entram nas pistas para testar novo modelos 2016

novo-Formula_1-2016
A estreante Haas, escuderia norte-americana chega para sua primeira temporada na F1

Os testes para a pré-temporada de Fórmula 1 2016, começam nesta segunda-feira (22-fev) Barcelona na Espanha com um desafio para a categoria. As equipes terão um período menor para fazer experiências preparatórias antes de encarar o calendário mais longo da história da categoria, com 21 corridas em pouco mais de oito meses.

O regulamento limitou a duas as sessões de pré-temporada e não mais três como era anteriormente. A novidade vai permitir às escuderias terem somente oito dias de teste na pista (foram 12 no ano passado).

A expectativa para as primeiras voltas dos carros na pista espanhola é de notar como será o barulho deles. A última grande mudança nas regras, em 2014, obrigou a adoção dos motores turbo, responsáveis por minimizar o famoso ronco que tanto caracterizou a categoria por alguns anos e que muito foi sentida pelos torcedores com o novo ronco abafado e que rendeu críticas dos fãs.

A solução do comando da Fórmula 1 foi obrigar as equipes a terem para 2016 uma estrutura nova no exaustor. É obrigatório ter agora dois diferentes canos, um só para a turbina e outro apenas para o escapamento. Até 2015, o mesmo cano de saída reunia as duas funções.

Regulamento 2016
No geral, o regulamento vai trazer poucas novidades para 2016. A alteração radical na parte técnica dos carros virá apenas na temporada do ano que vem. A primeira prova será no dia 20 de março na Austrália, com o encerramento marcado para Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, em 27 de novembro. Duas semanas antes a categoria vai passar pelo Brasil, na prova que será disputada no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

A abertura da pré-temporada vai indicar possíveis candidatos a ameaçar o domínio da Mercedes. A escuderia alemã fez o campeão e o vice nas duas últimas temporadas, com o inglês Lewis Hamilton e o alemão Nico Rosberg, respectivamente. A expectativa em Barcelona é ver se Ferrari e Williams estão fortes o suficiente para brigar com a Mercedes.

Os brasileiros Felipe Nasr, da Sauber (nova esperança brasileira), e Felipe Massa, da Williams, vão à pista apenas nos dois últimos dias de teste. Nos dois primeiros os carros serão pilotados pelo sueco Marcus Ericsson e pelo finlandês Valtteri Bottas.

Na abertura, duas equipes vão apresentar seus carros. A estreante Haas, escuderia norte-americana, e a Manor, costumeira ocupante dos últimos lugares do grid.

A Manor levou uma novidade curiosa para a categoria ao contratar o primeiro piloto indonésio da história da Fórmula 1. Rio Haryanto, de 22 anos, vai ter como companheiro de equipe outro novato, o alemão Pascal Wehrlein. O terceiro estreante é o inglês Jolyon Palmer, da Renault. A escuderia francesa retorna à categoria depois de cinco anos e vai substituir a Lotus.