Emerson Fittipaldi emite nota sobre sua situação financeira após notícias de falência

Emerson Fittipaldi emite nota sobre sua situação financeiraO ex-piloto Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1, emitiu um comunicado oficial nesta segunda-feira (04 abril), para explicar sua atual situação financeira. Emerson admitiu estar passando por uma crise, mas garantiu que irá recuperar troféus e carros, que poderiam ser penhorados.

Emerson Fittipaldi enfrenta processos milionários na Justiça. São mais de 60 ações que tramitam nos Tribunais do Estado de São Paulo. A lista de credores contra o ex­piloto inclui bancos privados e públicos, prefeituras, empresários e até dono de posto de gasolina.

Os bancos Bradesco, ABC, Safra, HSBC, Banco do Brasil e Itaú entraram com ações na Justiça pedindo ressarcimento por créditos bancários feitos ao piloto. Os empréstimos dos bancos foram concedidos à empresa do piloto.

Em comunicado, o ex-piloto disse que “sempre esteve disposto a negociar com seus credores” e que “lamenta muito o ocorrido” as dívidas de Emerson poderiam chegar a R$ 27 milhões.

copersucar-Emerson-Fittipaldi
Entre os bens apreendidos está o carro Copersucar que Emerson pilotou em 1978

Comunicado oficial:

Com relação a recentes episódios veiculados nos meios de comunicação, Emerson Fittipaldi afirma que nunca omitiu dificuldades financeiras e que sempre esteve disposto a negociar com seus credores.

O volume de seus débitos, inferior a seu patrimônio, é resultado de um cenário financeiro e político instável que o Brasil inteiro enfrenta. Como todo brasileiro, Emerson Fittipaldi acredita que vai resolver esta questão com seu trabalho. Ele tem confiança no futuro do panorama econômico do país e na saúde financeira de suas empresas.

Emerson Fittipaldi enfatiza que nunca se negou a dar entrevistas sobre o assunto e que busca parcerias e soluções para esta situação. O escritório de Emerson sempre esteve aberto e acessível a todos no mesmo endereço há mais de 20 anos.

Os carros de competição e troféus conquistados pelo bicampeão de Fórmula 1 e das 500 milhas de Indianápolis pertencem a um Museu dedicado a todos os brasileiros que amam automobilismo e, assim que esta questão for resolvida, voltarão ao local de origem. Emerson lamenta muito o ocorrido, mas não se abate diante das dificuldades e está confiante na solução destes problemas.