Arena Corinthians terá balada em camarote e espaço para shows

balada-camarote-arena-corinthiansA área de marketing do Corinthians trabalha para facilitar o pagamento das contas da Arena Corinthians e gerar o máximo de receitas com o estádio que já é sucesso de público em jogos de futebol. O próximo passo do projeto, que já está em fase de viabilização, é o lançamento de uma “balada”. O clube já deu entrada para registrar o nome “Arena 77” no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual).

Na partida contra o Botafogo, no último dia 19 de junho, na Arena, o clube abriu venda de convites para uma roda de samba com a banda Art Popular e um churrasco no camarote de festas do estádio. O evento foi bem recebido, e a ideia ganhou corpo no departamento de marketing.

O Orlando Magic (time da NBA) tem no alto do seu ginásio, no “rooftop” (cobertura), uma casa noturna, que abre não só em dias de jogos, mas em dias da semana. Fizemos um piloto contra o Botafogo e vendemos mais do que esperávamos. Agora estamos pensando em fazer um segundo teste, com ideia de que funcione independentemente do futebol“, disse Gustavo Herbetta, superintendente de marketing do Corinthians.

 




O projeto é que a balada receba 700 pessoas no camarote de festas do prédio Oeste da Arena, que é o mais luxuoso. A partir disso, o clube lançará novas ações, inclusive com a ideia de receber shows, como no Morumbi e no Allianz Parque. Para estimular as empresas que produzem shows e lançar a Arena Corinthians como um novo palco neste mercado, o próprio clube está idealizando um modelo de negócios e também um evento próprio.

Estamos desenvolvendo um calendário de shows no estacionamento da Arena. A ideia é realizar o primeiro em setembro, e queremos uma grande atração, para ser bem impactante. Estamos negociando. O Corinthians quer estimular que aconteçam shows. Para isso, vamos organizar e dar todo o suporte nos primeiros espetáculos, mostrar para o mercado que temos esse espaço“, diz Herbetta.

A perspectiva é que a Arena Corinthians possa receber entre 40 e 45 mil veículos em seu estacionamento, e desta forma os espetáculos seriam abertos a um público próximo deste número.