Neymar fala em entrevista coletiva na Granja Comary e se irrita- ‘Achei sua pergunta maldosa’; assista ao vídeo completo

 Neymar concede entrevista coletiva na Granja Comary e se irrita: "Achei sua pergunta maldosa"
Neymar em entrevista da seleção olímpica nesta terça-feira (26/07) em Teresópolis. Foto: Lucas Figueiredo/MoWA Press

O camisa 10 da Seleção Brasileira Olímpica de futebol falou sobre o início de trabalho de preparação para as Olimpíadas Rio 2016 nesta terça-feira (26 de julho) na Granja Comary.

Neymar se irritou por alguns instantes na entrevista coletiva: uma pergunta sobre seu comprometimento com a seleção brasileira, baseada no histórico desde a Copa do Mundo, fez  Neymar se aproximar de perder a compostura. O atacante do Barcelona foi lembrado sobre cartões, suspensões, vida fora de campo e seu desabafo depois da perda da Copa América 2015.

Na resposta, Neymar pediu que o repórter (Silvio Barsetti, do Portal Terra) olhasse em seus olhos. Disse ainda que a pergunta era maldosa, mas que ele não iria devolver na mesma moeda. Por fim, questionou: “imagina você com 24 anos, ganhando tudo que eu ganhei, tendo tudo o que eu tenho. você seria como eu? valeu! próxima pergunta”, complementou.

 




Você (repórter) tem que começar a ver as coisas que faço em campo. As coisas particulares, quando estou fora de campo, são coisa minha – disse Neymar, antes de subir o tom na sequência da resposta.

Na entrevista coletiva, a primeira desde que chegou a Teresópolis, o atacante ainda falou sobre suas impressões quanto à equipe, negou se preocupar em ser ou não o dono da braçadeira de capitão, disse que não se sente o ‘presidente’ do grupo de jovens e admitiu: deu conselhos para Gabriel Jesus a respeito do Barcelona, um dos interessados.

 




Peso não existe, se tiver qualquer peso ou cobrança eu assumo a responsabilidade. Quero meus companheiros felizes e tranquilos para jogar futebol. Enfrentamos dificuldades no nosso país e na seleção. Eu venho na seleção há um bom tempo, por isso chamo a responsabilidade, quero tirar das costas deles e deixá-los tranquilos para jogar futebol.

Pressão pela medalha de ouro   –  “Claro que ganhar é muito bom e ser cobrado faz parte no futebol, estou aqui para isso. Quando me cobram dentro de campo, faz parte do futebol. Os jogadores que estão aqui são novos e sabem da responsabilidade que estão levando. Estamos jogando uma Olimpíada em casa, mas isso não me preocupa. O medo de perder tira a vontade de ganhar, se perder vou perder de cabeça erguida, mas farei de tudo para vencer. Eu não gosto de perder, vou fazer tudo dentro de campo para ajudar meus companheiros. Não me passa pela cabeça perder, mas sim estar na final no Maracanã.”

>> Assista a entrevista completa de Neymar