Ao vivo: Torneio de Wimbledon 2018 acompanhe os principais jogos da competição de tênis mais antiga do mundo

Torneio
Torneio mais tradicional do mundo começa dia 02 de julho com os grandes nomes do tênis mundial

Winbledon, o mais tradicional torneio de tênis disputada nas quadras de grama do All England Club em Londres desde 1877, reservou belos jogos entre o grandes nome do esporte, o Torneio ocorreu entre dias 02 a 15 de julho.



O torneio de Wimbledon é marcado há muito tempo pelas suas próprias regras e costumes. A organização do terceiro Grand Slam da temporada não permite que nenhum atleta, seja masculino ou feminino, vista qualquer roupa ou acessório que não seja da cor branca. Wimbledon irá aumentar a premiação geral neste ano e assim o total a ser distribuído nas chaves de simples, duplas e mistas alcançará o recorde de 45 milhões de dólares.

Angelique Kerber
Alemã Angelique Kerber vence Serena Williams em Wimbledon e fica com título 2018

Final em feminina
O foco estava todo em Serena Williams. Ex-número 1 do mundo e dona de 23 títulos de Grand Slams chegou a mais uma decisão na carreira menos de um ano depois de ver sua filha, Alexis Olympia, nascer. Mas, o brilho foi de Angelique Kerber. A alemã, atual 10ª do ranking, fez valer seu melhor momento físico e atuou com extrema segurança para vencer a multicampeã por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/3, em 1h05, para garantir o título em Wimbledon.

Serena não jogou mal. Atuou firme, mostrou mais uma vez seu bom saque, mas a mobilidade não é a mesma de quando foi soberana no topo do ranking. E, pela primeira vez na atual edição de Wimbledon, precisou enfrentar uma jogadora do top 10 da WTA. Kerber, que vinha de vitória sobre Ostapenko e Kasatkina, aproveitou o bom momento. O jogo marcou uma espécie de revanche para a alamã da final de 2016, quando a americana levou a melhor.


Novak-Djokovic-vence-wimbledon-2018
Após passar por lesões e cirurgia Novak Djokovic confirma sua boa fase e vence Wimbledon 2018

Final em masculina
Nem parecia que Novak Djokovic tinha ficado seis meses ausente no fim da última temporada e passou por uma cirurgia no cotovelo ainda este ano. Neste domingo (15-jul), na decisão de Wimbledon, o sérvio lembrou aquele mesmo jogador que dominou o circuito do tênis e foi número 1 do mundo. Com extrema autoridade, bateu Kevin Anderson (8º do ranking) por 3 sets a 0, parciais de 6/2, 6/2, 7/6 (3), em 2h19, para conquistar o seu quarto título na grama sagrada de Londres.

“Eu preciso acreditar em mim mesmo. Sou muito agredecido à minha equipe, a todos que me deram apoio nesses últimos anos. Eu tive a cirurgia, passei seis meses fora do circuito, enfrentei uma lesão séria pela primeira vez na carreira. Eu não sabia o que esperar, foram muitos momentos de dúvida se eu conseguiria voltar a ter o mesmo nível para competir” disse Djokovic após o jogo.