Dunga proíbe seleção brasileira de beber isotônico oferecido pelos argentinos

Dunga proíbe seleção brasileira de beber isotônico oferecido pelos argentinos
Elias, Gil e Renato Augusto durante treino da Seleção Brasileira na Argentina

Uma publicação no jornal argentino Clarín, diz que Dunga proibiu os jogadores da Seleção Brasileira de beber os isotônicos deixados pelos argentinos no vestiário do estádio Monumental. O duelo entre as duas seleções, acabou sendo adiado em virtude da tempestade que caiu na noite de quinta-feira (12-nov) Buenos Aires.

Branco jogador seleção 1990
Branco, lateral da Seleção na copa de 1990 ficou sonolento após ingerir bebida oferecida por argentinos

Segundo a publicação do jornal, Dunga temia que a bebida estivesse “batizada” (com substâncias que pudessem causar sonolência nos jogadores). Na Copa do Mundo de 1990, o lateral da seleção brasileira Branco bebeu água após receber das mãos de um massagista da seleção argentina durante a partida.

A partida válida pelas oitavas de final do Mundial estava parada para atendimento médico. Quando o jogador Branco relatou tontura e sonolência, que teria comprometido seu rendimento em campo após beber água oferecida por um integrante de comissão técnica argentina.

Anos depois, em tom sarcástico Diego Maradona, revelou que a bebida havia sido “modificada” com o propósito de ser oferecida aos brasileiros. Dunga era o volante da seleção e estava em campo na partida contra a Argentina. O Brasil perdeu a partida por 1 a 0, e foi eliminado da Copa.