Ministério dos Esportes classifica estádios brasileiros por bolas

Ministério dos Esportes classifica estádios brasileiros por bolas
Allianz Parque, estádio do Palmeiras foi o mais bem avaliado do país pela Ministério dos Esportes

A partir de agora, a segurança dos 730 estádios brasileiros, assim como o conforto, a acessibilidade e a higiene serão avaliados por meio do Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios (Sibrace), criado pelo Ministério do Esporte. Em uma primeira fase, já foram verificadas 155 arenas esportivas. As demais serão avaliadas no futuro.

O ministro do Esporte, George Hilton, disse que o objetivo é oferecer ao público um sistema de referência que indique onde um evento pode ser visto com mais conforto e segurança. Os estádios que passaram pela classificação receberam notas representadas por bolas: o índice varia de uma bola, indicando as piores condições, a cinco bolas, para as melhores condições. Segundo o ministro, essa classificação será revista periodicamente. O prazo máximo da validade da classificação é 36 meses.

Itens avaliados
No quesito segurança, foram verificados a atuação de cambistas e flanelinhas, a fluidez do público pelas roletas de acesso e a iluminação. No item conforto, verificou-se a temperatura, os aspectos acústico e visual para o público, além da disponibilidade de serviços e infraestrutura, como lanchonetes.

Quanto à acessibilidade, foram avaliadas a orientação espacial, a comunicação e o deslocamento do público com deficiência ou mobilidade reduzida, além de obesos e idosos. No quesito vigilância sanitária, foram observadas as condições de higiêne de alimentação, das instalações sanitárias e serviços de saúde.

Estádios contemplados com cinco bolas;
Allianz Parque – São Paulo (SP)
Arena Corinthians – São Paulo (SP)
Arena da Amazônia – Manaus (AM)
Arena do Grêmio – Porto Alegre (RS)
Arena Pernambuco – São Lourenço da Mata (PE)
Governador Magalhães Pinto (Mineirão) – Belo Horizonte (MG)
Governador Plácido Aderaldo Castelo (Arena Castelão) – Fortaleza (CE)
Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada) – Curitiba (PR)
Jornalista Mário Filho (Maracanã) – Rio de Janeiro (RJ)
José Pinheiro Borda (Beira-Rio) – Porto Alegre (RS)
Marinho Chagas (Arena das Dunas) – Natal (RN)
Nacional Mané Garrincha – Brasília (DF)
Octávio Mangabeira (Arena Fonte Nova) – Salvador (BA)

4 bolas
Arena Pantanal – Cuiabá (MT)
Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) – São Paulo (SP)
Roberto Santos (Pituaçu) – Salvador (BA)

3 bolas
Aldemar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro) – Recife (PE)
Ademar Pereira de Barros (Arena da Fonte) – Araraquara (SP)
Aderbal Ramos da Silva (Ressacada) – Florianópolis (SC)
Alfredo de Castilho (Alfredão) – Bauru (SP)
Alfredo Jaconi – Caxias do Sul (RS)
Aniceto Moscoso (Conselheiro Galvão) – Rio de Janeiro (RJ)
Anísio Haddad – São José do Rio Preto (SP)
Arena da Floresta – Rio Branco (AC)
Arena Joinville – Joinville (SC)
Arnaldo Busatto (Olímpico Regional) – Cascavel (PR)
Brinco de Ouro da Princesa – Campinas (SP)
Cláudio Moacyr Azevedo (Moacyrzão) – Macaé (RJ)
Complexo Esportivo Ulbra – Canoas (RS)
Dilzon Luiz de Melo (Melão) – Varginha (MG)
Dr. Orlando Batista Novelli (Arena Barueri) – Barueri (SP)
Durival Brito e Silva (Vila Capanema) – Curitiba (PR)
Estádio do Vale – Novo Hamburgo (RS)
Francisco Stédile (Centenário) – Caxias do Sul (RS)
Frei Epifânio D’Abadia – Imperatriz (MA)
Giulite Coutinho (Edson Passos) – Mesquita (RJ)
Hailé Pinheiro – Goiânia (GO)
Heriberto Hülse – Criciúma (SC)
Horácio Domingos de Sousa (Domingão) – Horizonte (CE)
Índio do Condá (Arena Condá) – Chapecó (SC)
Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré) – Sete Lagoas (MG)
João Castelo (Castelão) – São Luís (MA)
José Cândido dos Santos Virote (Virotão) – Naviraí (MS)
José Maria Campos Maia – Mirassol (SP)
Leônidas Sodré de Castro (Curuzu) – Belém (PA)
Lomanto Júnior (Lomantão) – Vitória da Conquista (BA)
Major Antônio Couto Pereira (Couto Pereira) – Curitiba (PR)
Maria Lamas Farache (Frasqueirão) – Natal (RN)
Mario Helênio (Helenão) – Juiz de Fora (MG)
Nabi Abi Chedi – Bragança Paulista (SP)
Olímpico do Pará (Mangueirão) – Belém (PA)
Orlando Scarpelli – Florianópolis (SC)
Oswaldo Teixeira Duarte (Canindé) – São Paulo (SP)
Paulo Constantino (Eduardo José Farah) – Presidente Prudente (SP)
Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu) – São Paulo (SP)
Pedro Pedrossian (Morenão) – Campo Grande (MS)
Parque Montanha dos Vinhedos – Bento Gonçalves (RS)
Presidente Vargas – Fortaleza (CE)
Raimundo Sampaio (Arena Independência) – Belo Horizonte (MG)
Roberto Simonsen (Sesi) – Manaus (AM)
Santa Cruz – Ribeirão Preto (SP)
São Januário – Rio de Janeiro (RJ)
Serra Dourada – Goiânia (GO)
Sylvio Raulino Oliveira (Estádio da Cidadania) – Volta Redonda (RJ)
Urbano Caldeira (Vila Belmiro) – Santos (SP)
Valmir Campelo Bezerra (Bezerrão) – Gama (DF)
Waldemiro Wagner (Felipão) – Paranavaí (PR)

2 bolas
Ademar de Barros (Ademarzão) – Araçatuba (SP)
Ademir Cunha – Paulista (PE)
Alencar de Araripe (Engenheiro Araripe) – Cariacica (ES)
Alfredo Chiavegato – Jaguariúna (SP)
Anacleto Campanella – São Caetano do Sul (SP)
Antonio Aquino Lopes (Florestão) – Rio Branco (AC)
Antônio Carlos Valadares (Vavazão) – Maruim (SE)
Arnaldo Lopes Martins (Portal da Amazônia) – Vilhena (RO)
Augustinho Pires de Lima – Sobradinho (DF)
Benedito Teixeira (Teixeirão) – São José do Rio Preto (SP)
Bento da Silva Freitas (Baixada) – Pelotas (RS)
Bento de Abreu Sampaio Vidal (Abreuzão) – Marília (SP)
Boca do Lobo – Pelotas (RS)
Bom Jesus da Lapa – Apucarana (PR)
Castanheiras – Farroupilha (RS)
Coaracy da Mata Fonseca (Fumerão) – Arapiraca (AL)
Colosso da Lagoa – Erechim (RS)
Complexo Esportivo Totão – Mâncio Lima (AC)
Cornélio de Barros Muniz – Salgueiro (PE)
Dario Rodrigues Leite (Ninho da Garça) – Guaratinguetá (SP)
Décio Vitta (Rio Brancão) – Americana (SP)
Estádio dos Amaros – Itápolis (SP)
Eduardo Guinle – Nova Friburgo (RJ)
Eládio de Barros Carvalho (Aflitos) – Recife (PE)
Elmo Serejo Farias (Boca do Jacaré/Serejão) – Taguatinga (DF)
Evandro Almeida (Baenão) – Belém (PA)
Francisco Garcia (Chicão) – Rio Preto da Eva (AM)
Frédis Saldivar (Douradão) – Dourados (MS)
Glicério Marques – Macapá (AP)
Godofredo Cruz – Campos dos Goytacazes (RJ)
Governador Alberto Silva (Albertão) – Teresina (PI)
Guilherme da Silveira Filho (Moça Bonita) – Rio de Janeiro (RJ)
Hercílio Luz (Gigantão) – Itajaí (SC)
Hermínio Ometto (Herminião) – Araras (SP)
Iliê Vidal (Ninho da Águia) – Rio Brilhante (MS)
Jacy Scaff (Estádio do Café) – Londrina (PR)
João Havelange (Parque do Sabiá) – Uberlândia (MG)
Jonas Ferreira Duarte – Anápolis (GO)
José Américo de Almeida Filho (Almeidão) – João Pessoa (PB)
José do Rego Maciel (Arruda) – Recife (PE)
José Lancha Filho (Lanchão) – Franca (SP)
José Roriz Aguiar (Serra do Lago) – Luziânia (GO)
Leôncio Miranda (Mirandão) – Araguaína (TO)
Manoel Barradas (Barradão) – Salvador (BA)
Maria de Lourdes Abadia (Abadião) – Ceilândia (DF)
Massami Uriu (Gigante do Norte) – Sinop (MT)
Mauro Castelo Branco Sampaio (Romeirão) – Juazeiro do Norte (CE)
Moisés Lucarelli (Majestoso) – Campinas (SP)
Nhozinho Santos – São Luís (MA)
Nilton Santos – Palmas (TO)
Novelli Júnior – Itu (SP)
Paulo de Souza Coelho – Petrolina (PE)
Plácido Aderaldo Castelo (Junco) – Sobral (CE)
Raimundo Ribeiro de Souza (Ribeirão) – Boa Vista (RR)
Rei Pelé – Maceió (AL)
Romildo Vitor Gomes Ferreira – Mogi Mirim (SP)
Senador Zezé Perrella (Arena do Calçado) – Nova Serrana (MG)
Walter Ribeiro – Sorocaba (SP)
Willie Davids (Regional) – Maringá (PR)

1 bola
1º de Maio – São Bernardo do Campo (SP)
Alberto Oliveira (Joia da Princesa) – Feira de Santana (BA)
Barão de Serra Negra – Piracicaba (SP)
Dinarte de Medeiros Mariz (Marizão) – Caicó (RN)
Ernanti Sátyro (Amigão) – Campina Grande (PB)
Gerson Amaral – Coruripe (AL)
Gilberto Resende Rocha (Resendão) – Gurupi (TO)
Governador Virgílio Távora (Mirandão) – Crato (CE)
Helvídio Nunes – Picos (PI)
Jayme Pinheiro Ulhoa Cintra – Jundiaí (SP)
João Guido (Uberabão) – Uberaba (MG)
João Lamego Neto (Lamegão) – Ipatinga (MG)
João Ribeiro (Ribeirão) – Tocantinópolis (TO)
José Cavalcanti – Patos (PB)
José Luiz Neri Correa (Correão) – Bacabal (MA)
José Nazareno (Nazarenão) – Natal (RN)
Juscelino Kubitschek de Oliveira – Itumbiara (GO)
Lindolfo Monteiro – Teresina (PI)
Luiz Geraldo da Silva (Geraldão) – Cáceres (MT)
Luiz José de Lacerda (Lacerdão) – Caruaru (PE)
Luiz Viana Filho (Itabunão) – Itabuna (BA)
Luthero Lopes (Caldeirão) – Rondonópolis (MT)
Major José Levy Sobrinho (Limeirão) – Limeira (SP)
Manoel Leonardo Nogueira (Nogueirão) – Mossoró (RN)
Mão Santa (Piscinão) – Parnaíba (PI)
Orfelino Martins Valente (Parque do Bacurau) – Cametá (PA)
Presidente Médici (Tremendão da Serra) – Itabaiana (SE)
Renê Bayma – Codó (MA)
Waldemar Teixeira de Farias (Farião) – Divinópolis (MG)