Copa do Brasil 2018 finail ao vivo pela internet; veja tabela de jogos e resultados

Cruzeiro vence o Corinthians na final da Copa do Brasil e conquista seu sexto título no torneio

A Copa do Brasil até bem pouco tempo desacreditada por alguns clubes e torcedores chega para sua edição de 2018 com um reforço pra clube algum botar defeito, a CBF destinou o maior prêmio já pago em sua história. Para se ter uma ideia em 2017 o Cruzeiro campeão da competição recebeu o prêmio de R$ 6 milhões, neste ano o valor saltou para impressionantes R$ 50 milhões para o vencedor e R$ 20 milhões para o vice.



Final da Copa do Brasil

O Corinthians recebeu o Cruzeiro para a segunda parida da final da Copa do Brasil. E, em jogo que teve o VAR como destaque (com um pênalti marcado e um gol anulado de maneiras polêmicas), o time mineiro venceu o jogo por 2 a 1 para assegurar o seu sexto título do torneio.

Com a derrota por 1 a 0 no Mineirão, o Timão precisava vencer para levantar a quarta taça. Um gol de vantagem levaria para os pênaltis e, dois ou mais, dava o título direto. Se a torcida alvinegra não poupou energia na véspera, durante o treino aberto na Arena, ontem é que mais uma vez se colocou à disposição para ser o 12º jogador do time de Jair Ventura. Gritando do início ao fim do jogo, não havia “permissão” aos jogadores deixarem de lutar.

O Corinthians era todo ataque para cima do Cruzeiro, que se postava firme na defesa sob a batuta de Mano Menezes. Só que, se tinha quase tudo, faltava criatividade para furar a barreira celeste, que ainda vez ou outra beliscava o ataque nos contra-ataques. E foi assim que o balde de água fria veio 28 minutos, com o ex-palmeirense Robinho mandando de fora dá área no rebote de Barcos, que parou na trave. A Fiel aumentou o tom, tentando dar a força que o Timão, mais do que nunca, precisava.

Mas a situação era dramática.
Eram necessários dois gols para haver pênaltis. Na etapa final, uma dividida na área, aos 5, rendeu VAR – e pênalti, bastante reclamado pelos cruzeirenses. Que
Jadson converteu com categoria sem chance para Fábio. O gol animou os paulistas, que partiram para cima. Até que Pedrinho, que veio do banco, acertou um golaço de fora da área, que já garantiriam as penalidades. Garantiria. Porque, de novo pelo VAR, o juiz anulou, para desespero dos corintianos.

O Timão não desanimou e seguiu pressionando os mineiros, que jogavam com o relógio a favor. A situação ficou pior aos 37, em contra- -ataque letal. Raniel deixou
Arrascaeta na cara do gol, que só deu um toque por cima de Cássio para garantir a festa do agora hexacampeão da Copa do Brasil.




Final Copa do Brasil

Quarta, 10 de outubro
21:45 – Cruzeiro 1 x 0 Corinthians
Mineirão – Belo Horizonte

Quarta, 17 de outubro
21:45 – Corinthians 1 x 2 Cruzeiro
Arena Corinthians – São Paulo

>Mais notícias de esportes
>Ver outros esportes ao vivo