HISTÓRIA DO CAMPEONATO BRASILEIRO


 

Os registros mais antigos sobre o Futebol praticado no Brasil datam de 1875, em Curitiba. Porém, ele se popularizou após ser introduzido à burguesia paulistana por Charles Miller, um jovem brasileiro que, em 1885, após viagem pela Inglaterra, trouxe consigo duas bolas de futebol e passou a tentar converter a comunidade de expatriados britânicos da cidade de São Paulo de jogadores de críquete para futebolistas, criando um clube de futebol no Brasil. O futebol se tornou rapidamente uma grande paixão para os brasileiros, quase uma religião, que frequentemente referem-se ao país como "a pátria de chuteiras" ou o "país do futebol", muito por conta das conquistas internacionais da Seleção Brasileira, que é a seleção mais vitoriosa do futebol mundial.

Segundo pesquisa, o futebol movimenta R$ 16 bilhões por ano, tendo trinta milhões de praticantes (aproximadamente 16% da população total), 800 clubes profissionais, 13 mil times amadores e 11 mil atletas federados. Em 2018, um estudo realizado pelo Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES Football Observatory) revelou que o Brasil era o maior exportador de jogadores do mundo, com mais de 1.200 brasileiros jogando fora de seu país de origem.

O maior campeão brasileiro é o Palmeiras com dez títulos, seguido de Santos com oito, Corinthians com sete, São Paulo e Flamengo com seis. Completam a lista dos campeões, Cruzeiro, Fluminense e Vasco da Gama com quatro cada, Internacional três, Bahia, Botafogo e Grêmio com dois cada, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Coritiba, Guarani e Sport, com um título cada. Os únicos clubes brasileiros a liderarem o Ranking Mundial de Clubes da IFFHS foram o Palmeiras que liderou por 4 vezes durante o ano de 1999, e o Fluminense, que liderou essa lista em junho de 2012.