Guia prático para dúvidas no segundo turno das Eleições 2014

eleicoes-2014-paulinia-sao-paulo-brasil-como-votarVotar no segundo turno das Eleições 2014 é muito simples. A partir das 8h do domingo (26) e até às 17h, os eleitores brasileiros poderão votar em um dos candidatos que concorrem à Presidência da República, e eleitores de 13 estados, incluindo o Distrito Federal, elegerão também seus governadores. É preciso levar um documento oficial com foto para votar.

Uma dica é anotar os dados sobre zona e sessão para não esquecer o local da votação.

Onde votar – Consulte aqui a situação do seu título de eleitor e o seu local de votação

Quem não votou no primeiro turno pode votar no segundo?

Sim, os dois turnos são considerados eleições diferentes para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Já que o eleitor tem 60 dias para justificar o voto do primeiro turno, ele pode votar no segundo sem ainda ter feito a justificativa.

Quais documentos levar para votar?
A apresentação de um documento oficial com foto é suficiente para votar. Vale RG, carteira de motorista, passaporte, carteira de trabalho, certificado de reservista e identidade funcional. O título eleitoral não é obrigatório, mas facilita a verificação da zona e seção. E atenção: apenas com o título não é possível votar.  Estados como Goiás onde há segundo turno para governador, a ordem será: primeiro governo do Estado e, depois, presidente.

SIMULADOR DE VOTAÇÃO –    Urna Virtual  do TSE  –  Simule seu voto para presidente

Como justificar a ausência no domingo?
Quem estiver fora da cidade onde vota deve se dirigir a qualquer local de votação e preencher o formulário da justificativa.

O eleitor  que não entregou o requerimento de justificativa no dia da votação, dever ir pessoalmente, em qualquer cartório eleitoral e solicitar sua regularização ou enviar o formulário preenchido pelo correio ao juiz da zona eleitoral onde é inscrito. Em qualquer hipótese, o requerimento de justificativa deve estar acompanhado de documentos que justifiquem a ausência (como atestado médico ou comprovante de viagem).  Para preenchimento do formulário, é indispensável que o eleitor tenha o número do título. ( Consulte aqui os dados do seu título de eleitor

O prazo final para fazer a justificativa para quem deixou de votar no primeiro turno é o dia 4 de dezembro, e para quem não votar no segundo turno é o dia 26 de dezembro.  ATENÇÃO! Se o requerimento for entregue com dados incorretos ou que não permitam a identificação do eleitor, não será considerado válido para justificar a ausência às urnas.

O eleitor que estiver em viagem ao exterior terá 30 dias para justificar. Quem mora fora do Brasil pode votar apenas para presidente. Mais informações para justificar o voto de quem mora no exterior clique aqui

“Esta é a eleição mais difícil da história.” A afirmação é do presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, que atuou em todas as eleições majoritárias desde a redemocratização. Segundo ele, a disputa entre Dilma Rousseff (PT), e o candidato tucano, Aécio Neves (PSDB), só será decidida nos últimos dias. “A eleição vai ser disputada voto a voto”, afirmou. No primeiro turno, o segundo lugar foi definido dos debates. Principalmente depois do último. No segundo turno, o último debate foi muito importante.

Dúvidas gerais sobre o processo eleitoral também podem ser esclarecidas pela Internet na Cartilha Eleitoral do TSE

Punições
O voto nas eleições é obrigatório a todos os cidadãos brasileiros acima de 18 anos e facultativo para analfabetos, jovens entre 16 e 18 anos e idosos com mais de 70 anos. O eleitor que não votar ou não justificar a ausência ficará sujeito a punições, conforme previsto na legislação eleitoral. Entre elas, estão o cancelamento do título de eleitor e o impedimento de solicitar serviços públicos como a inscrição em concursos, empréstimos em bancos estatais e emissão de passaporte, entre outros.
Biometria ( o eleitor é identificado pelas digitais)

Nas Eleições 2014, cerca de 21 milhões serão identificados pelas digitais. Apesar da forma de apresentação alternativa que está sendo implementada, o eleitor também deverá apresentar documento oficial com foto nos municípios que utilizarem a biometria, para que o mesário localize seu registro no caderno de votação e digite o número da inscrição do eleitor no terminal da urna.

Após o reconhecimento biométrico por uma das digitais cadastradas, o eleitor será autorizado a votar. Caso o eleitor não seja reconhecido por sua impressão digital, o presidente da seção eleitoral deverá conferir o documento e interrogá-lo sobre os seus dados, conferindo também a assinatura.

A lista dos municípios habilitados para a leitura biométrica dos dados dos eleitores pode ser consultada no website do Tribunal Superior Eleitoral

TEMPO DE VOTAÇÃO
De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não existe limite de tempo determinado para que um eleitor conclua a sequência de votos. A média de tempo, segundo o TSE, é de um minuto por eleitor.