Manifestações contra o governo no domingo devem ter grande participação da população

Demonstrators attend a protest against Brazil's President Dilma Rousseff at Paulista avenue in Sao Paulo March 15, 2015. Protest organizers in dozens of cities across Brazil are planning marches to pressure Rousseff over unpopular budget cuts and a corruption scandal that has snared leaders of her political coalition. REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL - Tags: POLITICS CIVIL UNREST)
Manifestação na Avenida Paulista em março de 2015, público deste domingo deverá ser recorde

As manifestações contra o governo PT marcadas para este domingo (13-mar) em todo o país tiveram um aumento significativo na expectativa da participação da população depois que o ex-presidente Lula foi conduzido para depor em uma delegacia da Polícia Federal no aeroporto de Congonhas na última sexta-feira (4) a pedido do juiz Sérgio Moro.

Outro fator que também contribuiu para a adesão da população foi a atitude do governo Dilma em tentar nomear Lula como ministro ou embaixador para que o ex-presidente ganhe imunidade parlamentar e assim dificultando uma possível prisão de Lula nos próximos dias.

Adesão em massa
Os representantes dos Movimentos Democráticos analisam que o dia 13 de março poderá entrar para a história como as maiores manifestações já vistas no Brasil, pois verifica-se que a adesão da população segue crescendo substancialmente.

A mais recente fase da Lava Jato, a chamada “Alethea”, teve como principal alvo o ex-presidente Lula e sua família, suspeitos da prática de diversos crimes, como beneficiários dos desvios de recursos públicos, em razão da situação enfrentada pela maior estatal brasileira, a Petrobras. O focou principal da operação foi o depoimento de Lula acerca de seus prováveis imóveis como o sítio Santa Bárbara, em Atibaia, no interior de SP e o apartamento triplex, em Guarujá, cidade do litoral paulista.

Os investigadores exerceram busca e apreensão, com o intuito de apurar e comprovar as supostas palestras e a origem de que grande parte dos recursos tenha partido das principais empreiteiras envolvidas nos escândalos de corrupção que afetam a Petrobras, e consequentemente, todo o país.