Parada Gay LGBT 2016 de São Paulo acontece na Avenida Paulista neste fim de semana

parada-gay-sao-paulo-2016-lgbtNeste ano de 2016 a Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) completa sua 20ª edição. O evento acontece em São Paulo neste domingo (29 de maio) com o tema “Lei de identidade de gênero, já! – Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!”. A concentração do evento acontecerá em frente ao Museu de Arte de São Paulo (MASP) a partir das 10h. Por conta da realização da 20ª edição da Parada de Orgulho LGBT de São Paulo, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) vai interditar a avenida Paulista, a partir das 10h de domingo (29).

Ao todo, 17 trios elétricos participarão do evento e trarão a bandeira T, em referência às mulheres transexuais, homens trans e travestis. Segundo a organização do evento, o objetivo é é fazer uma grande mobilização para que a “Lei de Identidade de Gênero”, seja aprovada.

Trios Elétricos – Com apresentação da Drag Queen Tchaka, o primeiro trio da 20ª edição da Parada do Orgulho LGBT sairá da Avenida Paulista às 12h; o último, às 16h. O trajeto dos trios será entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação. O último trio chega à Rua da Consolação às 18h. Ao final da Parada, na Praça Roosvelt, acontecerá a partir das 18h o Show de Encerramento da manifestação do orgulho LGBT.Serão mais de 30 DJs, além das cantoras Analaia, Alinne Rosa, que virá no último trio da Paz, Pepê & Neném, Denis DJ (Apeosp), entre outras atrações.

Segurança e Atendimento Saúde – Oito ambulâncias de remoção, quatro postos médicos, 30 brigadistas, 200 seguranças, 180 cordeiros e 780 banheiros químicos cedidos pela Prefeitura acompanharão o evento. Policiais
militares, policiais da delegacia de polícia de repressão aos crimes raciais e delitos de intolerância (Decradi), bombeiros civis, cordeiros para os trios também estarão presentes.




O que é a Parada LGBT?
A Parada Gay LGBT é um evento de manifestação social que já se tornou tradição no estado de São Paulo. Todos os anos são milhares de pessoas participantes entre LGBTs e apoiadores da causa. A Parada Gay luta pela garantia dos direitos civis da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, esta manifestação acontece desde o ano de 1997. Um dos principais objetivos do Parada Gay 2016 LGBT é luta contra a homofobia.
Serviço
20ª Edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo – Tema: “LEI DE IDENTIDADE DE
GÊNERO, JÁ! – Todas as pessoas juntas contra a transfobia”
Horário: das 10h às 18h
Concentração: Em frente ao Masp, na Avenida Paulista – São Paulo/SP
Site da APOGLBT:  www.paradasp.org.br

Números da Parada LGBT
Em 2015 nem a PM nem organização do evento divulgaram estimativa oficial de público. Fernando Quaresma, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT se limitou a opinar que, se a PM estimou 2 milhões no Réveillon da Paulista, “seguramente tinha mais do que isso” na parada.

Em 2013, a associação da parada estimou 5 milhões e a PM, 600 mil. No mesmo ano, cálculo do Datafolha indicou 220 mil. Desde então, organizadores deixaram de divulgar estimativas. Já a PM forneceu um dado em 2014: 100 mil.




Local dos trechos das interdições no trânsito

De acordo com informe divulgado pelo Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, as
interdições no trânsito serão feitas nos seguintes horários:

A partir das 10h – Avenida Paulista, sentido Consolação, entre as ruas Teixeira da Silva e Augusta; e no sentido Paraíso, entre a Rua Padre João Manuel e a Avenida Brigadeiro Luis Antônio, permanecendo liberada a travessia de veículos pela Avenida Brigadeiro Luis Antônio e Rua Carlos Sampaio.

A partir das 11h30 – A interdição será estendida, ficando a Avenida Paulista bloqueada, no sentido Consolação, entre as ruas Teixeira da Silva e Consolação; e no sentido Paraíso, entre a Rua da Consolação e a Avenida Brigadeiro Luis Antônio, permanecendo liberada a transposição de veículos pela Avenida Brigadeiro Luis Antônio e Rua Carlos Sampaio.

A partir das 12h00 – Interdições na Rua da Consolação, em ambos os sentidos, entre a Alameda Santos e a Avenida Ipiranga; da Rua Rego Freitas, entre as ruas da Consolação e Major Sertório; e na Avenida Ipiranga, entre a Rua da Consolação e a Avenida São Luiz.

Ainda de acordo com a CET, “a liberação das vias afetadas será agilizada ao ocorrer a passagem do último trio elétrico”.

Por sua vez, a SPTrans informa que 57 linhas de ônibus terão seus trajetos modificados das 10h às 21h30, “por conta de diversas interdições em vias no centro da cidade que têm como objetivo possibilitar a realização do evento”. Para saber quais linhas terão seus trajetos modificados, acesse o seguinte link: http://www.sptrans.com.br/noticias/noticia.aspx?7512