Tensão na Disney em Orlando:criança de 2 anos desaparece após ser atacada por jacaré

Disney-Grand-Floridian-Resort-Spa
Lagoa do Disney Grand Floridian Resort onde criança de dois anos foi atacada

A cidade de Orlando no Estados Unidos passa por várias tragédias no período de uma semana; após a morte da cantora Christina Grimmie durante um show no último dia 11 de junho, o atentado na boate gay Pulse dia 12 de junho que vitimou mais de 50 pessoas, um menino de apenas dois anos foi atacado e arrastado por um jacaré em um lago no complexo turístico da Disney Grand Floridian Resort and Spa na noite de terça-feira (14-jun). As equipes de resgate procuraram pela criança durante toda a noite, mas até agora nada encontraram.

A criança brincava nas margens da lagoa por volta das 21h30 locais (22h30 de Brasília), quando foi atacada pelo animal, segundo o delegado Jerry Demings. Os pais e a irmã mais velha, que estavam no jardim, viram o momento em que o jacaré arrastou o menino. Não há placas no local que alertem para não entrar na água. A família, que é originária do estado de Nebraska, na região central dos Estados Unidos, estava em férias no local desde domingo (12).

equipes-de-busca-resorte-disney
Equipes de resgate passaram toda a noite realizando buscas pela criança

Desesperado, o pai ainda entrou na lagoa e tentou recuperar o filho sem sucesso. O pai sofreu pequenos arranhões nas mãos. “Esta é ainda uma operação de busca e resgate”, disse Jeff Williamson, porta-voz do gabinete do condado de Orange. “Estamos esperando o melhor. Às vezes, você começa com o pior, mas certamente estamos esperando pelo melhor”, ao se referir à possibilidade de ainda encontrar a criança com vida.

Empregados da Disney e dezenas de fiscais ambientais participam das buscas. Eles usam barcos e equipamentos de mergulho. Um caçador de jacarés também integra a equipe. “Já apreendemos quatro jacarés e não conseguimos encontrar nenhuma sinal da criança”, disse Nick Wiley, diretor executivo da Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem, que cuida do local e protege o meio ambiente. “Os jacarés tiveram que ser sacrificados para ser analisados”, acrescentou.

O porta-voz Jeff Williamson demonstrou impaciência quando indagado pelos repórteres se estava esperando pelo pior. “Neste momento particular, não estamos focados no que vai ser o resultado”, observou. “Estamos focados no aqui, no agora, hoje.”

Nesta quarta-feira, o delegado do condado, Jerry L. Deming, disse que tinha pouca esperança de que o menino ainda estivesse vivo. “Não é provável que vamos encontrar a criança ainda viva”, acrescentou.

 

Leia também:
Polícia de Orlando encontra corpo de criança de dois anos arrastada por jacaré na Disney