Suécia oferece 900 bolsas de estudo para graduação e mestrado em programa que combina estudo e trabalho

Suécia, país em que demanda por mão de obra especializada ultrapassa de longe a oferta

Em uma duradora parceria nas áreas de ciência, tecnologia e inovação Brasil e Suécia, os países acabam de criar uma iniciativa de cooperação com a promoção e divulgação de ofertas de programas e bolsas de estudo na Suécia.

Na semana passada, representantes de sete universidades suecas e de empresas como a Scania, Volvo e ABB estiveram em São Paulo durante a Feira de Carreiras Suécia-Brasil, um dos eventos integrantes do ciclo das Semanas de Inovação Suécia-Brasil, uma das principais plataformas dessa parceria, que vem desde 1999.



Com as possibilidades de estudo mais atrativas apresentadas para os alunos brasileiros no país, o programa pode ser dividido em duas frentes: programas de estudo e bolsas de estudo.

Atualmente, são cerca de 28 instituições suecas de ensino superior que oferecem anualmente mais de 800 programas de estudo e também 900 bolsas de estudo para mestrado para estrangeiros, em cursos como nanotecnologia, tecnologia da informação, entre outras áreas ligadas a inovação.

As bolsas de estudo compreendem cursos de graduação e mestrado e os programas de estudo são cursos com duração variada, e com foco em doutorado. Falar sueco não é um requisito já que as aulas são em inglês.