Casas populares começam a ser construídas pela Prefeitura de Paulínia

 seta-voltar-paulinia

NResidencial Vida Novao último sábado, dia 22 de outubro de 2011, aconteceu a cerimônia de oficialização da construção do ResidencialVida Nova” – Programa Habitacional do projeto Minha Casa Minha Vida 2, em Paulínia. Serão levantadas 593 residências,na Avenida Guaraná, no bairro Alto Pinheiros.

O prefeito, José Pavan Júnior,agradeceu à Câmara Municipal de Paulíniapor ter aprovado a doação do terreno para o Programa Social e afirmou que independente de ideologia partidária, essa obra é muito importante para a cidade, pois é direcionada às pessoas que mais precisam.

Investir em pessoas,investir no Social, é a minha maoir obra.Quero sempre investir no bem-estar,na dignidade e na qualidade de vida da população de Paulínia“, ressaltou Pavan.

A proposta do programa é a de alcançar famílias com renda mensal de até três salários mínimos, de R$ 545 a R$ 1.635. O terreno, doado através da Lei 3174/2011 ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), está atrelado a Caixa Econômica Federal e tem espaço de 263.560 mil m².

A região onde serão construídas as casa é caracterizada por estar próxima a escolas, posto de saúde, ginásio de esportes, creche, Guarda Municipal, supermercado e padaria. Além de estar em um raio de dois quilômetros. A previsão é de que as obras sejam concluídas em um ano. A planta das casas foi projetada para construção de dois dormitórios – podendo ser levantado o terceiro -, sala cozinha, banheiro, aquecimento solar, azulejo, piso, muro para separar um lar de outro e laje, totalizando 49, 79 m².

A Prefeitura afirma a elevação de 3 para 5% na quantidade de unidades para pessoas com portadoras de deficiência ou idosos, de acordo com oSecretário de Habitação, Ricardo Politano.

Galeria de fotos
As pessoas que podem ter o benefício precisam se encaixar nos requisitos abaixo:

–  residir há pelo menos 10 anos na cidade de Paulínia;

–  estar inscritas no PAS (Programa de Ação Social);

–  opção por habitação social dentro do PAS;

–  não possuir imóvel;

–  não ter sido contemplado por qualquer outro programa habitacional em âmbito federal;

–  renda familiar de até três salários mínimos;

–  possuir estado civil de casado ou conviver em união estável;

–  atender os critérios da Lei Municipal 3.007/2009, aprovada pelo Prefeito José Pavan Junior.

**  Mais informações pelo telefone 3874-5600