Conheça as diferenças entre lixão e aterro sanitário

A Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS), instituída em 2010, prevê que os lixões no Brasil acabem até 2014. No entanto, grande parte dos resíduos no país ainda vai para os lixões.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), mais de 1.600 municípios brasileiros descartam seu lixo de forma incorreta, e a maior parte deles está localizada no Nordeste.

Porém o  problema é generalizado no Brasil  pois apenas 27,7% dos resíduos no país vão, de fato, para aterros sanitários, e houve também um aumento na geração de resíduos.

Para a Estre Ambiental “lixo é só o começo”. Começo de uma série de oportunidades: ambientais, tecnológicas, econômicas, sociais e comportamentais. A partir do lixo podem ser geradas novas formas de combustível, novos insumos produtivos e novos empregos.

A conscientização de que lixo é só o começo transforma a sociedade por inteiro, dos produtores aos consumidores, das famílias às empresas, do setor público ao setor privado. Transformam-se comportamentos, políticas e leis. Transforma-se a própria noção de cidadania.

Quais as diferenças entre lixão e aterro sanitário?

O lixão é um grande espaço destinado apenas a receber lixo. Isso significa que nada é planejado para “abrigar” os resíduos de forma menos agressiva ao meio ambiente. Não há tratamento para o chorume, líquido liberado pelo lixo, que contamina o solo e a água. Isso é um problema ambiental e de saúde pública.

Já no aterro sanitário, o lixo é depositado em local protegido por uma base de argila e lona plástica, o que impede o vazamento de chorume para o subsolo. Diariamente, o material é aterrado com equipamentos específicos para este fim. Assim não atrai animais, insetos e outros vetores de doenças.

Existem, também, tubulações que captam o metano, gás liberado pela decomposição de matéria orgânica e que pode ser usado para gerar energia.

Um grave problema dos lixões, é que os catadores (crianças, adolescentes e adultos) trabalham no meio do lixo sem proteção e expostos às doenças, acidentes com máquinas e todo tipo de material depositado no lixo.

Modelo Aterro

MODELO DE ATERRO ESTRE AMBIENTAL

Sobre a Estre Ambiental

A Estre atua nos principais mercados brasileiros, na Colômbia e Argentina, oferecendo serviços para toda a cadeia de gerenciamento de resíduos: limpeza, coleta, transporte, valorização, reciclagem e tratamento final.

A empresa é responsável pela operação de 23 Centros de Gerenciamento de Resíduos – CGRs, conta com 20 mil funcionários, frota de 1.100 caminhões e recebe mais de 14,2 milhões de toneladas de lixo por ano.