Carretas de exames contra câncer chegam a Campinas

Até o final de setembro deste ano de 2015, duas carretas equipadas com mamógrafos e equipes de saúde, sob a responsabilidade do Hospital do Câncer de Barretos, começam a percorrer as ruas de Campinas para fazer exames para detectar cânceres de mama, colo do útero e de pele. Os exames serão todos gratuitos.

Além disso, a unidade espera a Prefeitura de Campinas indicar uma área para construir a unidade fixa na cidade para realização de exames como mamografia digital e papanicolau, e tratamento do câncer de mama. Segundo informações o local será próximo ao Hospital Mário Gatti.

Para viabilizar o projeto, serão investidos R$ 45 milhões, oriundos do acordo de indenização, no valor de R$ 200 milhões, firmado entre o MPT (Ministério Público de Campinas) com as multinacionais Raízen Combustíveis (antiga Shell) e Bast, no Caso Shell condenada pela contaminação de trabalhadores em chácaras e sítios próximos as empresas em Paulínia. A Promotoria indicou as instituições que receberiam a verba indenizatória.

Segundo o coordenador das unidades externas de prevenção do Hospital de Barretos, Raphael Luiz Haikel, as carretas podem fazer 130 exames por dia. No caso do câncer de mama, serão atendidas mulheres entre 40 e 69 anos. Já o de colo do útero, a faixa etária será de 25 a 64 anos. “O pré-cadastro será feito pelo posto de saúde. Mas o exame será feito nos bairros. É um trabalho preventivo”, disse o médico. Outros três veículos móveis com tomografia computadorizada e ressonância magnética chegam na cidade no segundo semestre do ano que vem.