Alta no preço da laranja anima produtores da região de Engenheiro Coelho

seta-voltar-engenheiro-coelho

Alta no preço da laranja anima produtores da região de Engenheiro Coelho
Maioria dos produtores diminuíram em pelo menos 50% o plantio de laranja e substituindo a fruta pelo milho

Estoques equilibrados e a baixa produtividade brasileira na última safra estão mantendo os preços da laranja em alta. Por conta disso, muitos produtores que haviam reduzido a área plantada já pensam em voltar a investir nos pomares, de 2013 pra cá, o preço da caixa de 40 quilos pago pela indústria ao produtor saltou de R$ 6,41 para R$ 10,21, um aumento de 60%.

Segundo o presidente da Cooperativa dos Citricultores de Engenheiro Coelho e região Santo Ferreira de Melo, “Todos os produtores ou a maioria deles diminuíram em pelo menos 50% a quantidade de laranja e substituíram o plantio pelo milho, pela soja e pela mandioca”.

Melo que também representa a associação de citricultores da região, acredita que os preços baixos da laranja praticados nos últimos anos e o ataque de pragas foram determinantes para a diminuição da área plantada.

O produtor Silvio Pontes, já pensa em retomar o cultivo do fruto diante da reação do mercado cítrico “O momento econômico em que o pais atravessa e a necessidade de honrar com alguns compromisso financeiros fez com que eu retomasse o plantio de laranja com esperança de que na colheita consiga os bons valores praticados no mercado hoje”.

Segundo especialistas, o que o produtor vai fazer neste ano é recompor aquele ativo biológico que ele tem, de produção. Não acreditando em aumento de área de plantio, o que vai acontecer é um aumento de produção baseado em adoção de tecnologia.

Desde a década de 1970, o Brasil é o maior exportador de suco de laranja do mundo. Mais de 90% da produção é vendida para os Estados Unidos e países da Europa.