Fortes chuvas destroem cerca de 90% da plantação de tomate em Sumaré

seta-voltar-sumare

Fortes chuvas destroem cerca de 90% da plantação de tomate em Sumaré
Com a destruição de boa parte da produção de tomate, preços devem subir nos supermercados

As fortes chuvas que atingiram toda a região nesta semana causaram grandes prejuízos para produtores de tomate de Sumaré que destruiu 90% da produção. Segundo a Associação dos Agricultores e Pecuaristas de Sumaré, cerca de 1 milhão de pés, que estavam no ponto de colheita e forneceriam tomates para todo o Brasil, foram destruídos.

A produção do tomate é sazonal, enquanto uma região acaba outra começa. A região que estaria abastecendo o Brasil agora seria a de Sumaré e Mogi Guaçu e o sudeste do estado. Mas diante das fortes chuvas, Sumaré não terá o que ofertar.

Produtores do município esperavam ter lucro com a colheita, já que o preço do tomate está bem cotado no mercado e com isso os prejuízos anteriores seriam amenizados. De acordo com a associação, com os estragos no momento da colheita, o tomate deve ficar mais caro para o consumidor nos próximos dias.

A caixa de tomate estava sendo vendida por R$ 50,00 antes da chuva, depois das chuvas e falta do fruto o preço deverá chegar a R$ 80,00.