Frequentadores da Praia Azul de Americana ignoram alerta de água imprópria

seta-voltar-americana

Banhistas ignoram avisos de água imprópria para banho sem saber dos riscos
Banhistas ignoram avisos de água imprópria para banho sem saber dos riscos

A Prefeitura de Americana afirmou que irá aumentar a fiscalização na região da Praia Azul, mas pede para que frequentadores evitem usar o local enquanto a situação de interdição não estiver resolvida.

Nas últimas semanas, ambientalistas encaminharam ao Ministério Público um pedido de interdição total da área, já que a represa foi considerada um dos pontos mais poluídos da bacia PCJ, que envolve os Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. A represa abastece o município de Americana, mas recebe o esgoto de outras 13 cidades.

Tapetes verdes são formados por aguapés devido a poluição da represa
Tapetes verdes são formados por aguapés devido a poluição da represa

A água está com uma coloração verde por conta da poluição e do acúmulo de bactérias. No local é possível ver uma grande quantidade de aguapés e lixo.

Foto dos inicio dos anos 90 mostra que Frequentadores lotavam o local
Foto dos inicio dos anos 90 mostra que Frequentadores de toda a região lotavam o local

Nos anos 90 Praia Azul era frequentada por pessoas de outras cidades da região que tinham o local como um ponto de diversão e lazer. Localização sempre foi muito valorizada na cidade, com condomínios e casas de luxo às margens da represa, hoje em dia moradores dizem que não se pode mais viver no local devido ao mau cheiro que os moradores são obrigados a enfrentar todos os dias.