Crise financeira reduz decoração natalina de cidades da região de Campinas

Crise financeira reduz decoração natalina de cidades da região de Campinas
Em Vinhedo decoração de Natal conta com enfeites de garrafas pets arrecadas durante ação em escolas do município

Diante da crise finaceira que o país atravessa as cidades de Campinas, Paulínia, Indaiatuba e outras da região decidiram cancelar ou reduzir investimento na decoração natalina neste ano. Mesmo as parcerias com a iniciativa privada para a decoração de pontos turísticos, as cidades diminuíram ou deixaram de realizar enfeites em 2015. Uma das alternativas usadas por algumas cidades foi a de recorrer ao reaproveitamento dos materiais utilizados nos anos anteriores.

Campinas
A decoração focou ocorreu apenas em dois pontos da cidade, o calçadão da Treze de Maio e a Lagoa do Taquaral. O valor do investimento neste ano foi 45% menor que no ano passado e não houve ajuda do setor privado, como em anos anteriores. Segundo a assessoria da Prefeitura, este é um ano de contenção de custos.

Apesar das contenções, uma novidade é a árvore iluminada em LED, com 23m de altura e 15m de diâmetro na base, sob uma balsa feita em tambores flutuantes no meio da Lagoa do Taquaral. Presépios também podem ser vistos nas principais igrejas da cidade, como Nossa Senhora das Dores e Nossa Senhora da Conceição, aumentando a frequência de visitantes.

A Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic) montou o Palácio do Papai Noel no histórico prédio do Palácio da Mogiana. São 300m² divididos em quatro ambientes: as salas dos Anjos, da Neve, Show dos Ursos Cantores e Salão Real, onde Papai Noel recebe os visitantes em seu trono. A entrada é gratuita, mas é necessário retirar o ingresso nas lojas participantes da Campanha de final de ano da Acic. E um Auto de Natal Itinerante, uma parceria da Prefeitura com a Companhia Sia Santa de Teatro, contará a história do nascimento do menino Jesus. Serão 16 apresentações em diferentes locais da cidade em uma carreta palco equipada com som e iluminação, entre os dias 17 e 22 de dezembro de 2015.

Paulínia
A prefeitura de Paulínia cancelou a decoração e atividades natalinas, para amenizar a crise e economizar. De acordo com o prefeito José Pavan Junior (PSB), a prioridade do município agora é honrar com os pagamentos, assim como o salário de servidores, 13º, a compra de equipamentos médicos hospitalares, contratação de servidores e reformas em escolas, creches e Centros de Especialidades. “Espero que, no próximo ano, possamos retomar nosso Natal das Luzes. Todos nós gostaríamos de vermos nossa cidade iluminada. Não foi possível agora”, disse Pavan.

Indaiatuba
Não houve gastos este ano, porque a cidade reaproveitou a iluminação de anos anteriores. Sem patrocínio externo, os locais decorados são os mesmos dos últimos três anos: no entorno da alça de acesso do Paço Municipal, no Parque Ecológico, Praça Prudente de Moraes, as avenidas Francisco de Paula Leite e Ário Barnabé, assim como as ruas Vinte e Quatro de Maio, Quinze de Novembro e Candelária. Em 2014 foram investidos cerca de R$ 240 mil na iluminação e Parada de Natal.

Santa Bárbara d’Oeste
Oficinas de reciclagem e artesanato dos Centros Culturais também produziram materiais de forma econômica para a decoração das praças da cidade. A iluminação do Museu da Imigração, da Biblioteca Municipal, Teatro Municipal e os Centros Culturais contaram com a parceria do comércio local e empresas do município.

Valinhos
A Prefeitura de Valinhos efetivou parceria com empresas privadas para ampliar a decoração de Natal este ano, gastando menos que R$ 20 mil para decorar toda a cidade. A aquisição basicamente limitou-se a itens indispensáveis como fios elétricos e cabos para a iluminação, reaproveitando materiais de anos anteriores.

Vinhedo
A ornamentação natalina foi feita com materiais recicláveis para a construção dos típicos adereços natalinos, como as garrafas plásticas que se transformaram em estrelas fixadas nos postes de luz, complementando as tradicionais luzes de Natal, além dos acabamentos de laços, flores, anjos e demais peças decorativas. Uma campanha de arrecadação de garrafas plásticas, do tipo PET, feita junto às escolas e à comunidade em geral, foi responsável pela matéria-prima dos enfeites. O valor investido na decoração de Natal em 2015 é 73% menor que nos dois últimos anos.

Jaguariúna
A inauguração da decoração de Natal foi realizada no último dia 4, com a chegada do Papai Noel, de Maria Fumaça, no Centro Cultural de Jaguariúna. A programação contou com apresentação da Orquestra Municipal Violeiros do Jaguary. A antiga estação da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro, principal cartão postal da cidade, permanecerá iluminada e decorada para as festividades até final de dezembro deste ano.

Morungaba
A decoração natalina é doada ao município em material, que é comprado diretamente pelas empresas e repassado ao município. Esses enfeites são guardados desde 2010 e reutilizados, o que faz com que o evento quase não tenha custo para o município. A parte cultural é mantida com os recursos recebidos através da Agemcamp para a Revirada Cultural, que acontece no período do Natal Encantado. Toda a área central da cidade é enfeitada e a entrada de alguns bairros também.

Itatiba
A Prefeitura reaproveita os materiais (principalmente luzes) e a cada ano propõe uma roupagem nova à decoração. Este ano, uma iluminação especial foi montada no tradicional Coreto João Maggi, assim como na Praça José Bonifácio, que também está localizada na região central da cidade. Parceiros como a Associação Industrial e Comercial de Itatiba e o Rotary Club contribuem financeiramente.