Imóveis fechados ou abandonados terão entrada forçada na luta contra o mosquito Aedes aegypti

Imóveis fechados ou abandonados terão entrada forçada na luta contra o mosquito Aedes aegypti
Abertura de imóvel fechado ou abandonado foi autorizado pela presidente Dilma em todo o país

A partir de agora todos imóveis abandonados ou com estado de conservação que favoreçam a proliferação do Aedes aegypti poderão ser invadidos por agentes de saúde. A presidente Dilma Rousseff assinou na segunda-feira (01-fev) uma Medida Provisória que autoriza a entrada forçada como medida contra iminente perigo à saúde pública para combater o mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus.

A ação poderá ter o apoio da polícia, que, ao acessar o local, deverá tomar precauções para evitar destruição de portas, janelas e cercas. O governo espera que as construtoras ajudem na luta contra as doenças. O governo federal prepara uma campanha educativa e de orientação à população no combate ao mosquito Aedes aegypti.

 

Para prevenir a chegada da doença veja alguns cuidados importantes:

–  Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.
–  Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.
–  Não jogue lixo em terrenos baldios.
–  Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.
–  Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.
–  Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.
–  Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.
–  Limpe as calhas com freqüência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.
–  Lave com freqüência, com água e sabão, os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana.
–  Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com freqüência.