Prefeitura de Vinhedo mobiliza população para enfrentar mosquito Aedes Aegypti da Dengue e Zika Vírus

seta-voltar-vinhedo

  Prefeitura de Vinhedo mobiliza população para enfrentar mosquito Aedes Aegypti da Dengue e Zika Vírus

Prefeitura de Vinhedo mobiliza população para enfrentar mosquito Aedes Aegypti da Dengue e Zika Vírus

O mutirão de combate ao Aedes Aegypti promovido pela Prefeitura de Vinhedo, em parceria com a EPTV aconteceu no último sábado, dia 30 de janeiro e foi um sucesso. O evento ocorreu em diversos pontos da cidade e contou com apoio de diversas secretarias municipais para alertar a população sobre a importância de eliminar possíveis criadouros do Aedes Aegypt, mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus.

Quem trafegou pela região Central e pela Capela foi surpreendido com o pedágio educativo realizado pelo grupo de escoteiros com faixas de orientação aos motoristas e distribuição de material educativo na Rua Nove de Julho, no Centro e na Rua Alaor Cieni, ao lado da Praça Aurora Sudário, na Capela. Nos dois bairros, também houve panfletagem do material informativo.

vinhedo-mutirao-aedes-egyptiOutra novidade foi a blitz educativa. A ação foi realiza pela Guarda Municipal e pelos escoteiros com objetivo orientar a população, por meio de faixas e entrega de material educativo. Ao pararem na blitz os motoristas eram surpreendidos com a atividade educativa. A ação ocorreu no Portal de entrada da cidade e em frente à Escola do Servidor, cruzamento da Avenida Presidente Castelo Branco e Rua José Matheus Sobrinho.

Ainda no sábado, profissionais de Vigilância em Saúde realizaram visitas domiciliares e em pontos comerciais da região central da cidade. A visita foi intensificada nos locais onde larvas do mosquito foram encontradas no ano passado e nas residências fechadas durante as visitas domiciliares.

A região Central foi o local escolhido para concentração das visitas domiciliares por conta do número de casos de dengue confirmados em 2015. A região Central também concentra grande parte das residências onde foram encontradas larvas do mosquito transmissor das doenças, segundo levantamento por amostragem realizado no ano passado pela Prefeitura.

Foram programadas para serem trabalhadas 408 casas em 59 quarteirões da região Central, que engloba os bairros Centro, Jardim Nova Canudos, Vila Planalto, Barra Funda, Terras de Vinhedo, Jardim Flora, Jardim Trevisan, Jardim Paulista, Jardim Emilia, Vila Galo. Deste total 204 casas foram trabalhadas, 200 foram encontradas fechadas e 4 recusaram a visita do agente de saúde. Das casas trabalhadas foram encontradas larvas em sete casas. Baldes com água, vasos de planta e vaso sanitário foram os locais escolhidos para os criadouros do mosquito.

vinhedo-mutirao-dengue-escoteirosDesta maneira conseguimos atingir 50% de cobertura dos imóveis programados, porém 3,4% apresentaram positividade de criadouros com larvas. A população precisa continuar nos ajudando nesta luta”, explicou o secretário de Saúde, José Luís Bernegossi.

Os escoteiros levaram, ainda, faixa de orientação em frente à portaria dos condomínios São Joaquim e Marambaia, onde larvas do mosquito Aedes Aegypti também foram encontradas em grande quantidade.

Já a Secretaria Municipal de Serviços realizou a limpeza de alguns terrenos particulares, no Centro da cidade, de acordo com recomendações do Decreto nº77, que instituiu o Estado de Alerta e Combate à Dengue, regulamentando os procedimentos de Vigilância em Saúde (sanitária, epidemiológica e zoonoses). O decreto autoriza a execução de medidas emergenciais, entre elas a entrada de funcionários municipais em propriedades particulares para limpeza e combate ao foco da doença, com posterior cobrança ao proprietário que deixou de cumprir a sua obrigação de manter o local limpo.

Terrenos sem manutenção e de difícil acesso são vulneráveis à proliferação do mosquito da dengue, devido ao acumulo de materiais que servem de criadouros, por isso é importante o trabalho preventivo ser desenvolvido durante todo o ano no município, não apenas nos períodos mais quentes e chuvosos e de maior proliferação, que é de janeiro a maio.

Segundo o prefeito Jaime Cruz somente com a participação população será possível eliminar focos do mosquito Aedes Aegypti, e fez questão de participar da ação, dando a sua orientação à população.

Ações preventivas durante todo o ano
Durante todo o ano a Prefeitura intensifica as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti (transmissor das três doenças) e busca ativa para eliminação de possíveis criadouros.