Aeroporto Internacional de Viracopos transfere voos domésticos para novo terminal

seta-voltar-campinas

Aeroporto Internacional de Viracopos transfere voos domésticos para novo terminal
Novo terminal passa a ter capacidade para atender 14 milhões de passageiros por ano

A partir do dia 23 de abril o Aeroporto Internacional de Viracopos de Campinas, transfere todos os voos (nacional e internacional) de passageiros para o novo terminal (T1). Com a nova área liberada, o Novo Viracopos passa a ter capacidade para atender 14 milhões de passageiros por ano, em um terminal moderno, que oferece ainda mais conforto e segurança a seus usuários. Em 2015, 10,3 milhões de pessoas passaram pelo aeroporto.

Outras áreas do novo terminal serão liberadas gradativamente, de acordo com o aumento da demanda de passageiros, podendo chegar a uma capacidade de até 25 milhões de passageiros/ano.

A transferência operacional dos voos nacionais foi planejada e realizada em conjunto com as companhias aéreas Azul, TAM e GOL. O objetivo é que as mudanças das operações sejam realizadas da maneira mais segura e cômoda para os passageiros, sem prejudicar os fluxos do aeroporto.

Aeroporto Internacional de Viracopos transfere voos domésticos para novo terminal
Transferência operacional dos voos ocorre em conjunto com Azul, TAM e GOL

Novo ciclo
A transferência dos voos nacionais para o Novo Viracopos marca o fim de um ciclo iniciado em junho de 2014, quando o Píer A (internacional) foi inaugurado para ser utilizado por sete delegações estrangeiras que disputaram a Copa do Mundo no Brasil. Em 29 de novembro o novo terminal de passageiros começou a operar voos comerciais regulares internacionais.

Na ocasião, também foram entregues os novos três pátios de aeronaves (com uma área total de 400 mil m²) e o novo edifício-garagem (com capacidade total para 4.000 veículos). Viracopos também finalizou, em 2014, a duplicação da via de acesso, a readequação das vias internas e a reestruturação do antigo terminal de passageiros (T0).

Com a transferência dos voos, o antigo terminal de passageiros (T0) passará por reformulações e obras para que seja utilizado em outros modelos de negócios, que compreendem um terminal de cargas doméstico, áreas para escritórios e espaços para serviços.

 

Projeto em 3D do novo terminal