Secretário adjunto de Educação de Americana morre aos 34 anos

seta-voltar-americana

Wellington-Zigarti-Americana
Wellington Carlos Zigarti tinha 34 anos e não era casado

O secretário adjunto de Educação de Americana, Wellington Carlos Zigarti, de 34 anos, faleceu na noite de domingo (27-mar) após ficar 8 dias internado em uma clínica particular em Americana com suspeita de gripe H1N1. Wellington estava no cargo de secretário adjunto desde janeiro de 2015 “Esta é uma perda irreparável para a educação de Americana. Ele era um profissional gabaritado que tinha uma visão diferenciada da educação”, disse a secretária de Educação Jussara Noveli.

Wellington começou a passar mal no dia 16 de março, com um quadro de febre e dificuldade para respirar. Foi atendido, medicado e liberado. Dois dias depois, ele foi internado no hospital São Francisco com muita dificuldade de respirar. Como seu estado de saúde se agravou foi preciso entubar o paciente. Wellington foi transferido para o hospital São Lucas. “O estado de saúde piorou a cada dia. Ele foi medicado para todo o tipo de doença como leptospirose, gripe“, contou o pai, João Zigarti.

Este é o quinto caso suspeito de H1N1 em Americana, segundo dados da Prefeitura. Um dos casos foi descartado, além deste, três casos são acompanhados. A morte do secretário adjunto seria a primeira relacionada com a H1N1 na região de Campinas.

A prefeitura de Americana espera o resultado dos exames e no caso de Wellington, a Vigilância Epidemiológica não tem previsão de quando o resultado será disponibilizado pelo Instituto Adolpho Lutz. O corpo de Wellington Zigarti será velado no Velório do Cemitério da Saudade, onde será feito um ritual de funeral da umbanda. O enterro será realizado no Cemitério Parque Gramado às 17h.