Paulínia tem morte suspeita pela gripe H1N1

 

A Secretaria de Saúde de Paulínia divulgou informações sobre o caso do menino de 3 anos de idade que estava internado desde o dia 9/04 no Centro Médico de Campinas com sintomas da gripe H1N1. Ele não resistiu às complicações e morreu no dia 12/04.

De acordo com a assessoria da prefeitura a criança apresentava sintomas desde o dia 5/04 e no mesmo dia da internação foi encaminhado a UTI do Centro Médico iniciando o tratamento com o medicamento Tamiflu.

O caso é suspeito para H1N1 e foi colhida amostra para encaminhamento ao laboratório Estadual de referência – Adolpho Lutz. De acordo com Vigilância de Paulínia os dados informados são da ficha de notificação do caso, que aguarda relatório médico pormenorizado do Centro Médico.

O menino estudava na Creche “Ferdinando Viacava” e a prefeitura informou por nota, que o “período de transmissão da Influenza vai das 24 horas que precedem os primeiros sintomas até três dias após o final da febre”. Neste período, o menino já não estava indo à escola.

A Vigilância Epidemiológica se pronunciará aos pais oficialmente nesta sexta-feira, dia 15 de abril, no início das atividades com o intuito de orientar os pais dos demais alunos sobre a gripe. Hoje a cidade tem 23 casos suspeitos da doença e nenhum confirmado.