Alunos da Faculdade de Educação ocupam prédio da Unicamp

seta-voltar-barao-geraldo

Alunos da Faculdade de Educação ocupam prédio da Unicamp
Estudantes protestam contra corte de despesas anunciado pela diretoria da universidade que chegaria a R$ 40 milhões

Insatisfeitos com o contingenciamento de até 50% no orçamento da Unicamp Campinas, 150 estudantes da FE (Faculdade de Educação) ocuparam o prédio da faculdade na quarta-feira (4-mai) às 23h. Além de pedir que os investimentos não fossem alterados, o grupo reivindicou melhorias na moradia, criação de cotas raciais e ampliação nas bolsas de auxílio.

Atualmente, a moradia estudantil da Unicamp conta com 940 vagas, segundo o Diretório Central dos Estudantes. O movimento da ocupação pede que sejam disponibilizadas ao menos 3 mil vagas, o que refletiria 10% do total de alunos da universidade.

Segundo os manifestantes, os atendimentos na biblioteca, administração e laboratório de informática da FE foram prejudicados por causa da ocupação. “Ainda não temos um prazo para desocupar a faculdade, mas mesmo que a desocupação ocorra, vamos continuar a nossa greve”, disse um aluno da Unicamp de 24 anos.

Com orçamento previsto em R$ 2,2 bilhões para esse ano, a Unicamp decidiu cortar de 10% a 50% nas verbas de alguns setores da instituição para garantir equilíbrio financeiro diante da crise econômica. Em nota, a universidade disse que mantém o diálogo com os estudantes e que a ocupação não prejudicou as atividades de ensino e pesquisa.