Motoristas do Uber em Campinas fazem manifestação contra ameaças no trânsito

seta-voltar-campinas

Motoristas do Uber em Campinas fazem manifestação contra ameaças no trânsito
Ato pede o fim dos confrontos entre as duas categorias de transporte de passageiros

Um grupo de motoristas que trabalham com o aplicativo de transporte de passageiros Uber em Campinas realizou uma manifestação na noite de domingo (29-maio) para denunciar ataques e ameaças que dizem estar sofrendo de taxistas.

O grupo formado por cerca de 80 carros saiu da avenida Norte-Sul e seguiu para a frente da rodoviária, no bairro Botafogo. Os motoristas dizem que estão se tornando frequentes os episódios de agressões e intimidações, especialmente no período noturno. “ Meu carro foi apedrejado por taxistas. Eu tive que fugir, senão eu seria atacado”, contou um dos motorista do aplicativo.

No início de abril, taxistas e motoristas do Uber entraram em confronto, num conflito só resolvido na delegacia. O presidente do Sindicato dos Taxistas, Jorge Pansani, negou perseguição ao Uber. “Tivemos um caso na semana passada de confronto entre motoristas e taxistas. E teve aquele caso de abril. Só isso”, disse Pansani.

 




O Uber entrou em funcionamento em Campinas no dia 27 de janeiro e a partir de então motoristas relatam sofrer com a rigorosa fiscalização da Emdec, que apreendeu veículos e aplicou multas.

Como forma de reverter a queda no número de corridas, os taxistas de Campinas anunciaram o desenvolvimento de um novo aplicativo chamado Bee Táxi, muito semelhante ao Uber, mas que ainda não está em operação.