Secretaria de Finanças de Paulínia promove curso de capacitação para servidores públicos da pasta

seta-voltar-paulinia

secretario-de financas-de paulinia-luciano-lima-curso de capacitação

A Secretaria de Finanças e Administração de Paulínia promoveu nesta terça-feira (7 de junho) curso de capacitação para servidores públicos da pasta. A Administração Municipal atende assim, pedido do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), em adequar os atos da Municipalidade ao Portal de Serviços de Auditoria Eletrônica – Audesp.
Os servidores receberam capacitação sobre a 4ª Fase do TCE-SP, que abrange Licitação e Contratos, ministrados por técnicos da Empresa Governança Brasil – GOVBR. Ao todo, participaram desta etapa 25 pessoas.

O curso teve por finalidade capacitar os participantes para os procedimentos licitatórios no âmbito da administração pública municipal, além de atualizar os conhecimentos dos servidores responsáveis pelas solicitações/aquisições de bens e serviços, visando ampliar o gerenciamento com qualidade e economicidade.

Conforme o secretário de Finanças e Administração de Paulínia, Luciano Aparecido de Lima, o objetivo do evento é oferecer mais conhecimento para o melhor aproveitamento e tratamento dos processos de licitação da secretaria e principalmente da administração municipal num todo.

“Quanto mais os nossos funcionários se instruem, mais se habilitam a prestar melhores serviços à população em geral”, explica Luciano.

Os técnicos trataram de licitação, conceito e modalidades; pregão presencial e eletrônico; registro de preços; contratos administrativos, contratos de gestão, diagnóstico do sistema, informações que já estão sendo geradas e repassadas ao TCE, e das fases que estão sendo implantadas desde 2008, pela administração, entre outros. Eles abordaram desde as providências a serem tomadas desde o pla nejamento da compra. Por isso, ressaltaram que é fundamental que tanto os servidores que atuam com licitação quanto os demais possuam conhecimento sobre a área.

O secretário informa ainda que, a partir do dia 4 de julho, a remessa eletrônica das informações de licitações, contratos e execução contratual da administração pública passam a ter caráter compulsório.

seta-voltar-paulinia