Chega ao fim ocupação da reitoria da Unicamp em Campinas após quase dois meses

seta-voltar-barao-geraldo

ocupação-reitoria-unicamp-campinas
Estudantes da universidade decidiram desocupar o prédio no dia em que a PM recebeu a notificação de reintegração de posse da reitoria

Após 59 dias de ocupação da reitoria da Unicamp, os estudantes da universidade decidiram desocupar o prédio. Segundo eles, a decisão foi tomada depois que a reitoria se comprometeu a criar um grupo para discutir as sindicâncias que foram abertas para investigar casos de alunos que promoveram mobilizações na universidade.

Os alunos discutiram os rumos da ocupação na tarde de quarta-feira (6-jul). Durante a reunião os jovens optaram por limpar o prédio da reitoria na noite de quarta e em seguida deixar a reitoria na madrugada desta quinta-feira. O prédio da reitoria foi ocupado no dia 10 de maio como forma de protesto ao contingenciamento de R$ 40 milhões na verba dos institutos.




Os jovens pediram ainda a expansão de bolsas e moradias. Ontem a Polícia Militar recebeu a notificação da Justiça para cumprir a reintegração de posse da reitoria. A universidade disse que aguarda a saída dos alunos. A Unicamp enfrenta ainda a greve dos servidores que hoje completa 46 dias. Eles pedem reajuste salarial de 12,3%, mas a contraproposta do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo (Cruesp) foi de 3%. Os trabalhadores pararam as atividades no dia 23 de maio.

Na quinta-feira (30), os professores da Unicamp decidiram após uma assembleia suspender a greve iniciada no dia 1º de junho e aceitar a contraproposta de 3%. A categoria reivindicava 12% de aumento salarial.