Primeiro Centro de Tratamento de Queimaduras de Campinas já pode receber pacientes

santa-casa-misericordia-campinas-centro-de-queimados-regiao

O primeiro Centro de Tratamento de Queimaduras de Campinas, construído pela Prefeitura Municipal de Campinas na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Campinas, anexo ao Hospital Irmãos Penteado, está pronto para receber pacientes desde o mês de julho. O investimento para construir a unidade foi de R$ 4 bilhões, fruto de parceria entre a Sanasa, CPFL, MRV, Unimed, Rumo Logística e
Aeroporto de Viracopos, e os leitos são SUS.

Por se tratar de uma unidade complexa, profissionais foram treinados e capacitados para manuseio dos equipamentos e um mobiliário especial foi desenvolvido para o local. Serão R$ 500 mil reais por mês, com recursos do município, para manter o Centro em operação. “Estamos habilitando os leitos para alta complexidade junto ao Ministério da Saúde. A partir desta habilitação, que está em curso, temos a
expectativa de que a União passe a colaborar com os custeios desses leitos”, explica o secretário de Saúde, Carmino Antonio de Souza.




Instalações

O Centro conta com ambulatório, ala de internação com 12 leitos, todos individuais, sendo que dois são de Terapia Intensiva (UTI). Além disso, há uma unidade de educação, inclusive para ensino à distância, que é inédito no país.

Dos 45 serviços de queimaduras no Brasil, apenas o de Campinas conta com Sala de Telemedicina. As universidades com ensino de Medicina– Unicamp, PUCC e São Leopoldo Mandic – participarão dessa unidade de educação, que será frequentada por cerca de dez residências médicas, além dos alunos da graduação. A unidade de tratamento de queimaduras também vai fazer a reinserção dos pacientes na sociedade. As vítimas de queimaduras apresentam sequelas físicas e psíquicas e o trabalho de reinserção é fundamental.

Esta é a primeira unidade de queimaduras de Campinas
Até então, vítimas de queimaduras na cidade precisavam ser encaminhadas para Limeira, São Paulo, Ribeirão Preto ou Bauru. Cerca de 35% dos pacientes atendidos em Limeira eram de Campinas. O município registra pelo menos entre 70 a 75 vítimas de queimaduras por mês, sendo cinco delas casos graves. A maioria das ocorrências é de acidentes domésticos, mas é preciso considerar que Campinas é uma cidade com características que demandam um Centro de Queimaduras. É uma metrópole, com um aeroporto internacional, cortada por rodovias importantes, com um parque industrial e com a proximidade do polo petroquímico de Paulínia. Tudo isto aumenta o risco de ocorrências de casos de queimaduras.

> A Santa Casa de Misericórdia de Campinas fica na Av. Benjamin Constant, 1657 Centro | Campinas