Paralisação no transporte público afeta várias cidades da região de Campinas

terminal_central-campinas

Após assembleia realizada na tarde de quarta-feira (11-jan), motoristas e cobradores do transporte público decidiram manter a paralisação nas linhas nas cidades de Campinas, Americana, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Santa Bárbara d´Oeste e Sumaré. De acordo com a EMTU, o motivo da interrupção dos trabalhos, foi o atraso no pagamento dos salários, que deveriam ser depositados no quinto dia útil deste mês.




Ainda de acordo com a EMTU, as empresas serão autuadas pelas viagens não realizadas. De acordo com uma das empresas de transporte a paralisação partiu do sindicato da categoria. A empresa informou ainda que desde o mês passado havia sido acertado que o pagamento seria feito ao longo do dia 10. De acordo com o sindicato dos motoristas, os ônibus não voltam a circular enquanto os pagamentos não forem efetuados.

Devido ao movimento de paralisação dos ônibus intermunicipais, passageiros que tentaram ir de Campinas para outros municípios não conseguiram transporte no Terminal Metropolitano.

Aumento da tarifa
A justiça de São Paulo mandou suspender, na quarta-feira (11), o aumento das passagem das linhas de ônibus intermunicipais administradas pela Empresa Metropolitana de Transporte Urbano (EMTU). A liminar abrange todas as cidades do estado que têm coletivos da EMTU e cabe recurso.

Em nota, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) informou “que tomou conhecimento, da ampliação da liminar que determina alteração das tarifas de integração do transporte metropolitano. A STM não foi citada ainda e tomará todas as medidas necessárias para cumprimento da decisão”.

 

Atualizado 13 de janeiro
Os ônibus metropolitanos voltaram a circular nesta quinta-feira (12-jan) após dois dias de paralisação. O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas informou que os salários foram pagos em todas as cidades. Ainda segundo as empresas, isso inclui as linhas municipais também.