Sesc Campinas recebe mostra itinerante da 32ª Bienal de São Paulo

img-voltar

Exposicao-Itinerancia-da-32-Bienal-de-Sao-Paulo-1
Um dos destaques é um instrumento musical tocado pelo vento e cercado de cogumelos

O Sesc Campinas recebe até o dia 30 de abril a exposição “Itinerância da 32a Bienal de São Paulo” a mostra, que propõe o tema “Incerteza Viva” é uma seleção especial de obras pensadas especialmente para Campinas. A curadoria é de Jochen Volz, que conta com os co-curadores Gabi Ngcobo, da África do Sul, Júlia Rebouças, do Brasil, Lars Bang Larsen, da Dinamarca e Sofía Olascoaga, do México. O propósito dos trabalhos expostos é provocar no público uma reflexão sobre as incertezas humanas atuais e como a arte contemporânea pode acolhê-las ou habitá-las.




Partindo do preceito de que a arte tem uma grande relação com as incertezas e dilemas vividos pelas pessoas (já que permite reflexões aprofundadas sobre problemas), a mostra destaca obras que abrem espaço ao erro e à dúvida, criando brechas para reflexões. A principal questão desenvolvida é que é preciso “diferenciar incertezas de medos para conseguir enfrentar questões mais difíceis do cotidiano”.

Entre os destaques da exposição itinerante está a obra “Vale de Alícia”, da colombiana Alicia Barney (um instrumento musical tocado pelo vento e cercado de cogumelos), que ocupa o jardim do Sesc. A artista trata de questões ecológicas e faz críticas ao modelo de desenvolvimento capitalista.

Já a “Transbordamento – Mapa Universal”, da dinamarquesa Rikke Luther, traz painéis de azulejos com desenhos em diagramas, amostras e petróleo e lama tóxica recolhida em Mariana (MG). Ao final de 2015, a cidade sofreu uma grande tragédia ambiental com o rompimento de uma barragem da mineradora Samarco, que é controlada pela Vale e pela BHP Billiton. O evento é uma realização conjunta da Fundação Bienal, Sesc e Ministério da Cultura.

Exposicao-Itinerancia-da-32-Bienal-de-Sao-Paulo-2

Serviço:
Exposição Itinerância da 32ª Bienal de São Paulo
Local: Galpão Multiuso do Sesc Campinas – Rua Dom José I, 270 – Bonfim
Data: de 14 fevereiro à 30 de abril
Horário: terça a sexta, das 8h30 às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 18h.
Entrada gratuita