Prefeito de Paulínia tem cargo cassado por juiz eleitoral

Dixon-Carvalho-PauliniaDixon Ronan Carvalho (PP), prefeito de Paulínia e seu vice-prefeito, Sandro César Caprino, tiveram os mandados cassados por abuso do poder econômico em decisão proferida nesta quarta-feira (27-set) pelo juiz eleitoral de Paulínia, Carlos Eduardo Mendes.




Segundo o prefeito, ele irá entrar com recurso pois a decisão é em primeira instância “Vou aguardar a notificação e irei recorrer da decisão da Justiça. Em relação à sentença, ressalto que estou tranquilo e que demonstrarei que a nossa prestação de conta de campanha está correta”, disse Dixon.

De acordo com, o juiz Mendes será o pedido somente a inelegibilidade do prefeito, por oito anos. O prefeito e o vice podem recorrer, se mantendo no cargo por enquanto.
A parte que entrou com a ação alega que as contas eleitorais do prefeito e seu vice tinham desacordo entre o valor declarado no custeio da campanha política e aquele efetivamente colocado à disposição. Também aponta elementos que seriam inverídicos sobre o doador e também de acusa o prefeito infringir a norma que trata do limite do valor a ser doado.

Em caso de perda de mandato em última instancia, que assume a prefeitura é José Pavan Junior, ex-prefeito de Paulínia.