Criado pelo CpqD em Campinas, aplicativo ajuda deficientes visuais com comando de voz como e-mails e contatos

aplicativo-CPqD-Alcance+
App facilita coisas simples do dia a dia, mas para pessoas com dificuldades de visão isso se torna muito difícil

Para algumas pessoas pode ser fácil usar um aplicativo de rede social ou outros, entre tantos disponíveis ou simplesmente organizar uma agenda de contatos do celular. Mas, para pessoas com dificuldades de enxergar ou cegas, isso é um grande desafio. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no Brasil existem cerca de 6,5 milhões de pessoas com problemas na visão.



Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, com celulares e tablets com recursos de touchscreen (toque na tela), para os cegos ou os com dificuldades para enxergar, não conseguir interagir com autonomia nesses aparelhos significa mais uma barreira no caminho rumo à inclusão social.

Desenvolvido em 2017 pelo CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações) em Campinas, o aplicativo Alcance+ chega como uma evolução do Alcance, criado em 2013, um dos pioneiros em inclusão digital. O projeto, que atende e responde a comando de voz, recebeu, recentemente, o Prêmio Tela Viva Móvel 2018, na categoria Utilidade Pública/Inclusão Social, em meio a 80 concorrentes.

O CPqD Alcance+ nasceu da necessidade de atender esse perfil de usuário, que já sofre naturalmente com a inclusão social e se via cada vez mais à margem do mundo digital”, explicou Claudinei Martins, pesquisador da Gerência de Tecnologias da Fala, Imagem e Mobilidade do CPqD.

Voluntários
Em 2013, foi feita uma parceria entre o CPqD e o CPC (Centro de Prevenção à Cegueira) da cidade de Americana (SP), quando foram feitas oficinas e pesquisas sobre as demandas dos usuários. “Os encontros com os voluntários nortearam nossa pesquisa e apuraram as reais necessidades dos deficientes visuais. O resultado foi o aplicativo, pioneiro, em 2013. As versões foram se aprimorando. Agora, levamos o comando de voz para recursos de entretenimento dos smartphones, como programas de música, despertador, galeria de fotos e vídeos, configurações de fala, campainha e funções ‘onde estou e auxílio ao deslocamento”, explica Claudinei Martins.



O aplicativo (disponível para dispositivos Android 5.0 ou superior) utiliza recurso de narração automática das telas por text speech (síntese de fala). As funções do aparelho aparecem na forma de ícones grandes e, conforme o usuário desliza o dedo na tela, uma voz informa a função correspondente.

Baixar o aplicativo Alcance+

Dados
90%
Das pessoas com deficiência visual não conseguem saber, nos telefones convencionais, informações básicas, como o nível da bateria do celular, e 60% precisam de ajuda para fazer uma simples ligação.

6,5 milhões
De brasileiros são cegos ou têm dificuldade permanente de enxergar, de acordo com dados do censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2010.

grafico-app-alcance+