Campanha de vacinação contra a gripe 2019 em Campinas; veja endereço dos centros de saúde

campanha de vacinação contra a gripe 2019
Meta é imunizar ao menos 90% das crianças até 5 anos, gestantes e idosos a partir de 60 anos

Começou no dia 10 de abril a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019. O objetivo da Secretaria de Saúde de Campinas é imunizar pelo menos 90% das 344.274 pessoas classificadas como público-alvo. A pouco mais de dois meses da chegada do inverno (21 de junho), a campanha ganha força, já que a estação mais fria do ano favorece a circulação do vírus e a transmissão da gripe.  A Campanha Nacional de Vacinação 2019 contra a Influenza vai do dia 10 de Abril com término em 31 de Maio.



A Secretaria de Saúde irá seguir o escalonamento de vacinação recomendado pelo Estado de São Paulo e pelo Ministério da Saúde (veja datas abaixo). “É importante que os grupos prioritários fiquem atentos às datas de escalonamento; quanto antes tomarem a vacina, mais cedo começa a produção de anticorpos”, explica Gabriela Marchesi, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) do município. Marchezi esclarece que a vacina de Influenza é “fragmentada, constituída por vírus inativados e purificados, portanto, não contém vírus vivos e não causa a doença”. A vacina protege contra as gripes A (H1N1 e H3N2) e B.

No período de 10 a 20 de Abril, serão mobilizados os grupos prioritários de crianças (6meses a 5 anos 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) para a vacinação contra a Influenza.

** A partir do dia 22 de Abril a 31 de Maio, a vacinação contra a Influenza ocorrerá com a mobilização de todos os grupos prioritários em todo o país (crianças, gestantes,puérperas, idosos, professores, trabalhadores de saúde, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).

O dia de mobilização nacional – DIA D – será dia 04/05/2019. Neste dia, todos os Centros de
Saúde e alguns locais estratégicos estarão trabalhando para atender a população que deverá ser imunizada nesta Campanha. Os locais e horário de vacinação serão disponibilizados na página da prefeitura de Campinas www.campinas.sp.gov.br . Durante a campanha, também serão disponibilizadas as demais vacinas do calendário nacional, para atualização da Caderneta de Vacinação da criança e da gestante.

Em 2018o, até 16 de julho, o Brasil registrou 839 mortes por gripe, um aumento de 194% em relação ao mesmo período de 2017, quando o número de óbitos foi de 285, segundo dados do Ministério da Saúde. Foram registrados 4.680 casos da doença em 2018 ante 1.782 em 2017. A cepa do vírus que mais causou estragos na temporada foi o H1N1, responsável por 567 mortes, à frente do tipo B (46 mortes) e do A (86 mortes). Em 2018, a cobertura da campanha de vacinação contra a gripe atingiu 86,26% do público-alvo na cidade de Campinas.



Campanha de vacinação contra a influenza

10 a 22 de abril
Crianças de 6 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias e gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto)

23 de abril a 31 de maio
Crianças de 6 meses a 5 anos 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas, idosos, professores, trabalhadores de saúde, população privada de liberdade e funcionários do sistema
prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (pessoas com HIV positivo ou em terapia para câncer, por exemplo)

4 de maio
Dia D de mobilização nacional (somente para os grupos prioritários). A vacina não está liberada para o resto da população na rede pública

Transmissão da doença
Direta (a mais comum) – através de partículas de secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao falar, espirrar ou tossir.

O período que uma pessoa pode transmitir a doença é de 1 dia antes dos sintomas até 7 dias após o início dos mesmos. Para crianças menores de 12 anos, pode ocorrer a transmissão até 14 dias após o início dos sintomas.



Sintomas
• Febre acima de 38 graus
• Tosse
• Dificuldade respiratória
• Dor de garganta
• Dores musculares e nas articulações
• Dor de cabeça
• Coriza (secreção nasal)
• Náusea, vômito e diarreia
• Falta de apetite

Ver mais notícias de Campinas e Região