Alerta para o uso incorreto das lentes de contato

lente-de-contatoUso incorreto das lentes de contato

Há quem use lentes de contato por necessidade ou estética, mas seja como for, é preciso tomar cuidado já que ela é um corpo estranho nos olhos. Se não for usada do jeito certo, a lente pode causar infecções e até mesmo doenças graves na visão.

Uma das principais dicas é lavar as mãos antes de manuseá-las e, na hora de tirar, é só afastar as pálpebras e remover. Depois de removida, é preciso higienizá-la com uma solução específica e colocá-la de volta no estojo.

Vale ressaltar que as lentes têm prazo de validade e não respeitar esse prazo pode ser perigoso – algumas duram apenas um dia, outras quinze dias e existem ainda aquelas que duram um mês, mas essas não podem ficar direto no olho e precisam ser retiradas e limpas.

Com o tempo, substâncias se depositam nas lentes e prejudicam seu funcionamento, podendo deixar a visão distorcida e causar infecções. Se usadas da maneira errada, as lentes podem ainda inflamar os olhos e levar a alterações oculares como a conjuntivite. Muita gente costuma ainda dormir com as lentes, no entanto, de maneira geral, a recomendação é evitar dormir com elas.

A limpeza da lente também é importante, mas não vale usar qualquer produto – foi feito o teste de contaminação em lentes limpas com água, soro fisiológico, saliva e solução multiuso e o resultado mostrou que apenas a lente higienizada com a solução multiuso não teve presença de bactérias.

Isso mostra que todas as outras alternativas não são eficientes e podem aumentar até o risco de problemas na visão por causa do acúmulo de micro-organismos.

Para as mulheres, a dica é colocar as lentes antes de passar a maquiagem e na hora de tirar a maquiagem, é preciso tirar as lentes primeiro. Em relação à maquiagem, não é recomendado dividir produtos como pincéis de olho, rímel, lápis de olho, já que isso pode aumentar o risco de transmissão de conjuntivite.

Coceira e vermelhidão são os primeiros sinais de conjuntivite, que pode ainda causar inchaço e sensação de lacrimejamento. Ela pode ser provocada por uma reação do olho a produtos de higiene, por exemplo, mas as causas mais comuns são vírus e bactérias. O tipo bacteriano é mais comum de pegar na piscina ou ao colocar a mão suja no olho e pode causar até secreções nos olhos. Já o viral pode vir junto com a gripe. Existe ainda a conjuntivite causada pelo vírus do herpes.

Existem diversos tipos de conjuntivite e todas exigem um tipo diferente de tratamento – por isso, é fundamental descobrir sempre a causa. Se for para aliviar os sintomas, por exemplo no caso de vírus, é melhor usar o colírio de lágrima artificial.

No caso da conjuntivite bacteriana, precisa ser um colírio de antibiótico. De qualquer maneira, é fundamental tomar cuidado na hora de usar o produto – a dica é lavar as mãos antes, pingar apenas uma gota e no centro do olho, não no canto.