Primavera: Estação mais colorida do ano exige alguns cuidados; veja dicas

flores-da-primaveraCom a chegada da primavera a estação mais colorida do ano, a proliferação de pólen das plantas acabam agravando a situação das pessoas que têm alergia e problemas respiratórios, o alérgeno (substância que provoca a reação alérgica) também pode causar incômodos para os olhos.

Quando o pólen é bem leve, ele faz uma conjutivite alérgica, porque gruda na conjuntiva do olho, explicam especialistas em rinite alérgica.




As reações ao pólen não atingem um tipo específico de pessoa. Tendo predisposição genética ou não, o corpo pode apresentar os sintomas entre 5 e 7 anos e até os 60. Na maioria das vezes que a alergia se manifesta, ela se repete todos os anos.

Para quem busca o alívio de maneira mais imediata, durante o dia a dia, o spray nasal é indicado para controlar o incômodo nas vias respiratórias. Para evitar a conjuntivite alérgica, os colírios de lavagem ou os anti-histamínicos são uma boa saída recomendada pelos médicos.

Mas como é mais difícil que a alergia apareça somente uma vez ao longo da vida, a melhor providência é procurar o tratamento de longo prazo, para que o paciente recupere a qualidade de vida. O tratamento pode mudar o curso da doença através de vacinas, injetáveis ou sublinguais. Ele é feito durante 3 a 5 cinco anos e tem efeito para 5 a 10 anos.

Quem faz o tratamento consegue ficar 80% livre dos medicamentos, que só têm a função de atenuar os sintomas. Uma dica que deve ajudar no controle dos problemas causados pelo alérgeno: É bom evitar abrir a casa antes das 8h ou 9h, que é o período de maior circulação de polén no ar.