Aprenda como manter os lábios hidratados e protegidos durante o verão

hidratatacao-labial-2Algumas mulheres acreditam que apenas na época do inverno, devido ao clima seco é quando aparecem as rachaduras nos lábios. Mas, no verão, a boca precisa de proteção extra tanto quanto a pele do rosto.

Com a maior incidência do calor, os raios ultravioleta também aumentam o risco de tumores nos lábios. Os cânceres mais comuns na região são do tipo que não costumam se espalhar pelo resto do corpo. Mas eles tendem a ser diagnosticados em estágio avançado, segundo dermatologistas.


E, quando isso acontece, geralmente é necessário a remoção de uma parte grande do lábio. Ou seja, embora o risco de morte não seja grande, o de marcas no rosto é considerável.

Além disso, o sol é um financiador do envelhecimento precoce. Logo, lábios muito expostos a sua radiação têm maior risco de ficarem enrugados antes do tempo. Como é uma área de transição entre pele seca e a mucosa da parte interna da boca, ela não tem a última camada da derme. Por isso, é mais sensível e possui uma menor capacidade de se defender da radiação.

Rotina de cuidados
Antes de sair ao sol (tempo nublado também tem radiação do sol), é aconselhável passar um protetor específico para os lábios. Ele deve ser colorido para oferecer proteção física e química contra a radiação. Depois que já estiver ao ar livre, reaplique a cada duas horas ou sempre que a barreira física parecer sumir, como no caso de um mergulho na água.

Vale também investir em um hidratante labial. É que, mais do que provocar rachaduras, a secura abre caminho para micro-organismos nocivos. Se a pessoa pega um sol muito forte e a boca resseca, a imunidade pode cair, o que favorece o aparecimento do herpes e outras infecções orais. Uma dica é usar a manteiga de cacau.

Alguns itens oferecem ainda antioxidantes e outros nutrientes em sua composição, mas, nesses casos, é preciso atenção. Produtos com vários princípios ativos geralmente prometem mais do que cumprem, alertam especialistas.

Na dúvida, opte por um hidratante que ofereça apenas uma substância principal, como a vitamina C, e escolha marcas confiáveis, de preferência recomendadas pelo dermatologista. O segredo é usar o protetor durante o dia e, a partir do fim da tarde, hidratar o local.

Uma última dica, não adianta usar um produto por cima do outro. Isso diminui a aderência e, consequentemente, a eficácia dos dois.